Notícia

Crime

A vida de Maria das Dores, a 'socialite' que mandou matar o marido

Contratou dois homens para assassinar o pai do seu filho mais novo. As razões para o crime terão sido para evitar um divórcio que a empurraria para longe da vida de luxo de que tanto gostava... e exibia nas revistas.
04 de janeiro de 2018 às 11:58
...
A vida de Maria das Dores, a 'socialite' que mandou matar o marido
Maria das Dores foi julgada a 23 anos de prisão efectiva por ter mandado matar o marido, o empresário Paulo Pereira da Cruz, em janeiro 2007. As razões para o crime terão sido para evitar um divórcio que a deixaria sem meios de subsistência e manter o seu nível de vida luxuoso.

A carregar o vídeo ...
;
Em tribunal ficou provado que o empresário foi atraído a um apartamento da Avenida António Augusto de Aguiar, que havia ser arrendado pela família para se mudar do Lumiar para o centro da cidade. Lá, foi surpreendido pelos dois homens contratados por Maria das Dores. Paulo Pereira da Cruz morreu na sequência dedois golpes de marreta.

Maria das Dores, que já havia sido casada e tinha um filho, o excêntrico David Motta, encontrou no casamento com Paulo Pereira da Cruz, a possibilidade de levar a vida abastada com a qual sempre sonhara. Também foi assim que começou a fazer sessões fotográficas para revistas e a entrar no 'jet set'.

A vida de sonho e luxo foi ensombrada e quando, em 2000, sofreu uma acidente de viação, na sequência do qual lhe foi amputado o braço esquerdo. Apesar das prótese altamente sofisticada, Maria das Dores diz que nunca mais deixou de ter dores e culpou o marido pelo seu drama. Era ele que ia ao volante quando se deu o acidente.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável