pub

Notícia

Tragédia

Avioneta cai na Costa de Caparica e mata uma criança e um homem

Um acidente improvável e inusitado. Uma avioneta perde o controlo e aterra numa praia cheia de banhistas matando um homem e uma criança. Houve pânico e choro de mães e filhos que viram os mortos.
Por João Bénard Garcia | 02 de agosto de 2017 às 22:56
Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia
Aterragem de emergência de avioneta na Costa de Caparica provoca tragédia

Uma menina de 8 anos e um homem de 56, que não tinham qualquer ligação familiar, foram as duas vítimas mortais de um acidente envolvendo uma pequena aeronave Cessna que se despenhou na praia de São João da Caparica, em Almada, durante a tarde desta quarta-feira, dia 2.

Uma mulher ficou ferida com alguma gravidade num ombro, mas está livre de perigo.

O acidente gerou ondas de pânico e choro, num areal que estava repleto de banhistas, muitas delas crianças, que assistiram, em direto, às duas mortes e à queda da aeronave particular que pertence ao Aeroclube de Torres Vedras, mas que estava cedida "há vários anos" à Escola de Aviação 'G-air', sedeada em Tires.

A aterragem de emergência em pleno areal da praia de São João aconteceu depois da avioneta, pilotada por dois homens, de 30 e 56 anos de idade, terem perdido o controlo.

O macabro episódio desencadeou uma onda de revolta entre os populares que insultaram os tripulantes da avioneta. Os dois homens, que agora poderão ser acusados de homicídio involuntário, foram protegidos da fúria dos banhistas pelos nadadores salvadores e por Nicolas dos Santos, um basquetebolista do Sport Lisboa e Benfica (SLB), que, devido à sua elevada estatura, conseguiu proteger os acidentados.

Na praia estava também o guionista João Quadros que presenciou tudo e foi 'tweetando' nas redes sociais o sucedido com frases e fotografias. "Fui ver se podia ajudar. Estava uma senhora a ter ataque de pânico com os três filhos à volta", "a mãe da miúda só dizia: ‘volta meu amor’", "não dá para acreditar nisto", "que brutalidade. Tive um arrepio minutos antes e resolvi ir buscar o meu filho. Foi por metros" e "a mãe viu o avião acertar na cabeça da miúda…", escreveu emocionado.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável