pub

Notícia

Revelação

Bárbara Lourenço nem quer pensar em viver com Diogo Amaral

A atriz conta que partilha a guarda da cadela com o ex-namorado como se fosse um filho e que está a viver sozinha pela primeira vez. E a gostar da experiência.
Por Inês Neves | 09 de junho de 2017 às 13:13
Bárbara Lourenço Bárbara Lourenço Pimpinha Jardim, Bárbara Lourenço e Sara Salgado Sara Salgado e Luísa Barbosa Sara Salgado, Luísa Barbosa, Pimpinha e Xenica Jardim O DJ que animou o evento de aniversário da loja, ao final de tarde, na Avenida da Liberdade, em Lisboa A marca celebrou o 1º aniversário da loja na Av.  da LÇiberdade, Lisboa Joana Solnado Foi uma animação o evento de aniversário da marca Joana Aguiar Sandra Barata Belo O interior da loja da marca na Av. da Liberdade Jani Gabriel Os convidados foram recebidos com pompa e circunstância
Aniversário Loja Furla

Sobre o seu suposto namoro com Diogo Amaral, de 35 anos de idade, Bárbara Lourenço não quer falar. Diz apenas que tem "lidado naturalmente" com as notícias que têm saído na imprensa a respeito do assunto e que não se sente "incomodada". Mas sobre outros aspetos da sua vida, a atriz de 24 anos de idade, fala abertamente com um sorriso.

À conversa com Bárbara, no evento que assinalou o primeiro aniversário da loja da Furla na Avenidade da Liberdade, ela disse-nos que, apesar de adorar malas e carteira, é bastante controlada nos gastos. Pois, confessou-nos, está a poupar para outras coisas. "Prefiro poupar dinheiro do que estar a esbanjar em coisas mais superfíciais. Tenho um objetivo e estou a poupar para o conseguir concretizar: quero comprar uma casa. Sempre quis ter uma casa minha. Ainda não encontrei a casa dos meus sonhos, mas enquanto junto o dinheiro vou procurando."

Bárbara contou-nos, também, que saiu de casa dos pais há 3 anos para ir viver com o namorado na altura, o médico ortopedista Rui Pereira – o fim do namoro entre os dois veio a público em abril deste ano. E que agora é a primeira vez que está "mesmo a viver sozinha". "É uma experiência boa, estou a gostar bastante, tenho o meu espaço... Nunca me sinto sozinha proque tenho sempre a casa cheia de gente. A casa da Bárbara é a casa do povo, onde toda a gente vai lá jantar ou dormir. Por isso, não senti diferença quando eu e o Rui terminámos e fui a viver sozinha, não foi uma mudança muito drástica, pois estou quase sempre com alguém em casa. E quando tenho os meus momentos de estar sozinha, gosto."

Desta relação não resultaram filhos, mas, sim, uma cadela, cuja guarda é partilhada por ambos, como se de um filho se tratasse. "Partilhamos a guarda dela quase como se fosse um filho. Passa uma semana comigo e outra com o Rui."

Mais notícias de Nacional

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável