Notícia

Saudade

Cristiano Ronaldo revive o pior dia de sempre da sua vida

O tempo passa mas a saudade continua muito forte: Dinis Aveiro morreu há 12 anos. Cristiano Ronaldo ainda não ultrapassou a perda do pai.
06 de setembro de 2017 às 11:37
Os anos passam, mas a saudade e a dor permanecem no clã Aveiro, que viu desaparecer há 12 anos Dinis Aveiro, o pai de Cristiano Ronaldo.

Este é o pior dia do ano para o craque português, que vive com a angústia do pai não ter visto o muito que conquistou nestes anos: tornou-se o melhor do mundo sem que Dinis Aveiro, que foi sempre um dos seus maiores incentivos para abraçar a carreira de futebolista. 

Faz esta quarta-feira, 6 de setembro, 12 anos que o pai de Cristiano Ronaldo morreu vítima de problemas hepáticos e renais. 

Até esta hora, CR7 ainda não publicou nada nas redes sociais sobre o pai, o que fez sempre nos anos anteriores, mas as irmãs já recordaram o progenitor.

"6 de setembro de 2005...(12 anos), uma data que vou para sempre recordar", começa por dizer Kátia Aveiro no Instagram. "Foi o dia que Deus resolveu tirar de nós o meu querido pai. Não quero me alongar nas palavras mas quero deixar a minha homenagem ao homem que me deu o seu sangue, ao homem que mesmo à maneira dele amou cada um dos seus filhos com toda a sua alma", escreve a irmã mais nova de CR7.

Katia acrescenta: "Quero agradecer a Deus a força que nos deu para ultrapassar a dor da ausência e a dor da saudade, hoje entendo e aceito. Sei que esta vida é uma passagem que Deus não nos tira nada, ele nos acrescenta, e o adeus ao meu pai trouxe mais união à minha família, mais força e uma proteção duplicada vinda lá dos céus... uma é do meu Deus e a outra é do meu pai amado... Pai nunca te vamos esquecer, passe o tempo que passar tu terás sempre um lugar na nossa vida e nos nossos pensamentos, o teu nome é falado quase todos os dias da nossa vida, só tenho que admitir que chamar por ti (Pai), falar a palavra pai, trás tanta saudade... Acredito que um dia a gente se encontra pai... Amamos-te tanto daqui até aí... Até um dia pai... (e até amanhã Mário)".

Elma também recorda Dinis Aveiro com saudades. "Pai, meu herói, 12 se passaram e parece que foi ontem porque minha dor continua, a saudade, a solidão e este vazio que não tem fim. Queria te pedir que cuidasses de mim nem que seja por uns mais 12 anos mas sem dor, sem este vazio. Também olha pela minha filha, pela mãe, por meus irmãos, sobrinhos, porque são as únicas razões porque estou aqui. Pai, pai, pai, meu amor eterno, um dia voltarei a te abraçar e não te deixarei mais".

Há dois anos, Ronaldo deixou-se levar pelas emoções e fez revelações íntimas nas redes sociais sobre esta data dolorosa. 

"O meu pai estava sempre bem-disposto, ele adorava futebol. Fico triste porque ele porque se ele pudesse ver-me agora, ver o que consegui, seria um ponto alto na vida dele… mas tenho a certeza de que ele está a ver-me lá de cima", escreveu no Facebook. Desde então não voltou a falar sobre o assunto.

O craque português foi recentemente considerado, pela terceira vez, o melhor jogador da UEFA na época desportiva 2015-16. E deverá voltar a receber o mesmo galardão este ano, depois de ter feito uma grande época em que conseguiu, por exemplo, levantar o título de Campeão Europeu em França.

Enquanto a carreira tem cada vez mais sinais de sucesso, na vida pessoal também vai realizando os seus sonhos. Ronaldo espera agora o quarto filho. Já é pai de Cristianinho, de 7 anos, e dos gémeos Eva e Mateo, de três meses.

A carregar o vídeo ...
;

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável