Notícia

Escândalo

Descobrimos o "herdeiro da parada", o filho da presidente da Raríssimas

César Costa está há 9 anos na Raríssimas. Nos últimos 4 anos está no gabinete de apoio da associação, que agora está envolvida em polémica por causa dos gastos de Paula Brito e Costa.
20 de dezembro de 2017 às 17:27
De um dia para o outro, ficou conhecido em Portugal como o "herdeiro da parada". Paula Brito e Costa, a demissionária presidente da Raríssimas, andava a preparar o caminho para ser sucedida pelo filho... mas a revelação dos gastos com gambas, carros topo de gama, spas e vestidos de luxo deitaram por terra o plano da fundadora da Casa dos Marcos, que criou em memória do filho Marco, que morreu de doença rara, aos 17 anos.

Na Raríssimas, Paula Brito e Costa colocou a trabalhar o marido, que já foi porteiro de uma discoteca de striptease, em Lisboa, e treinador de artes marciais no Sporting, e o filho César, que ela acredita ter perfil para a substituir, conforme salientou na entrevista que deu à RTP no programa 'Sexta às 9'.

César Costa tem 27 anos e além de estudar Turismo na Universidade Lusófona, é o coordenador do gabinete de apoio da Raríssimas, onde está como funcionário há 4 anos, e há 9 como voluntário, de acordo com o seu perfil na rede Linkedin. Diz que sabe falar duas línguas, português e inglês. Diz também que tem uma formação em Gestão e Liderança, ministrada pela AESE Business School.

O filho de Paula ganha, de acordo com a reportagem da TVI, mil euros mensais acrescidos de um subsídio de coordenação de 200 euros. 

...
César Costa
O Ministério Público está a investigar a gestão da Raríssimas, depois da TVI ter revelado que Paula Brito e Costa terá utilizado verbas da instituição para despesas particulares. Brito e Costa garante estar tranquila e diz que foi tudo uma "cabala".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável