Notícia

Atualidade

Fábio Coentrão chora e pede desculpa

Após esmurrar banco de suplentes e ter ferido a mão, com o golo do empate do V. Setúbal, defesa do Sporting escreve carta emocionada.
20 de janeiro de 2018 às 18:01
O jogo frente ao V. Setúbal, na sexta-feira, dia 19, correu da pior forma para Fábio Coentrão. Revoltado com a marcação de um penálti contra o Sporting, já em período de descontos, que resultou num empate, o defesa descarregou a sua fúria com murros no banco de suplentes, partindo o acrílico e ferindo a mão direita. 

A carregar o vídeo ...
"Nem sempre, dentro do campo, as coisas correm como queremos. Fomos à luta, não fomos felizes e isso deixou-nos revoltados. Vivo cada jogo como se fosse o último da minha vida. Não gosto de perder e, muito menos, quando é proibido fazê-lo", escreveu Fábio Coentrão.

Triste com o seu comportamento agressivo, o jogador pediu desculpas aos sócios e adeptos leoninos, que saíram imediatamente em sua defesa: "Senti-me frustrado e reagi como sou, autêntico e genuíno. Sou um homem e não uma máquina. Que me desculpem todos aqueles que fazem parte da Família Sportinguista pelo que fizemos e por alguma atitude menos refletida no jogo em Setúbal", acrescentou o jogador, nas redes sociais. 

No final da mensagem, Fábio Coentrão deixou uma mensagem de esperança à família sportinguista, mostrando-se focado no próximo jogo dos leões, já na próxima quarta-feira, dia 24 de janeiro, frente ao FC Porto: "O destino de todos nós, Sportinguistas, é sermos felizes. E vamos sê-lo, com atitude e compromisso. A nossa união continua  a ser de aço." 



Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável