Notícia

Exclusivo

Fortuna. Morte do criador do IKEA poderá garantir cerca de 5 mil euros a cada funcionário

Milionário Ingvar Kamprad, que morreu aos 91 anos, deixa parte da enorme fortuna para os funcionários do IKEA espalhados pelo mundo. Feitas as contas, pode haver uma larga maquia a receber por cada um...
Por João Bénard Garcia | 31 de janeiro de 2018 às 14:00
...
Fortuna. Morte do criador do IKEA poderá garantir cerca de 5 mil euros a cada funcionário

A morte de Ingvar Kamprad, o multimilionário fundador da IKEA, não vai alterar o futuro da empresa. O milionário faleceu aos 91 anos.

Depois da notícia avançada por FLASH!, que revelava que o fundador do gigante do mobiliário IKEA tinha sido foi descoberto cadáver na cama pelos seus caseiros, segundo fonte próxima da família Kamprad, a empresa emitiu um comunicado assegurando que  Kamprad tinha morrido "no dia 27 de Janeiro, pacificamente na sua casa,  com a atenção da sua família e amigos mais chegados".

Mais de 5 mil euros para cada colaborador 

Segundo o mesmo comunicado, "de acordo com a vontade expressa de Ingvar, as cerimónias fúnebres serão reservadas à família e o sítio da sua sepultura não será público", acrescentando a mesma missiva que "relativamente à sua herança, apenas o seu testamento pessoal irá determinar a distribuição dos bens. Este documento mantém-se no domínio privado, não sendo ainda conhecido", não se esperando "alterações de liderança no negócio do Grupo IKEA".

A FLASH! sabe que o multimilionário deixou em testamento que o grupo – e a fundação que o gere – não poderão ser divididos ou vendidos e que serão geridos por um colégio familiar, onde estarão os seus 4 filhos e também a sobrinha casada com o emigrante português. No mesmo testamentoestará determinado que os seus 800 milhões de euros deverão ser distribuídos pelos seus 149 mil funcionários, em 49 países, o que, feitas as contas, poderá dar algo cerca de 5400 euros a cada pessoa.

Ingvar Kamprad será cremado e as suas cinzas serão depositadas numa pequena urna no jazigo de família no cemitério de Agunnaryd, a sua terra natal. Todas as bandeiras da Suécia estão içadas a meia haste, no funeral será emitido pelas televisões nacionais e estão garantidas as presenças de Carlos XVI Gustavo, Rei da Suécia, e do primeiro ministro Stefan Lofven.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável