Notícia

Surpresa

José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa... até com prostitutas

Teve prostitutas, que disse tratar com respeito, apaixonadas por ele. E um fadista que o assediou num quarto de hotel. O intérprete de 'Um grande, grande amor' teve uma vida íntima recheada de aventuras loucas.
Por João Bénard Garcia | 08 de fevereiro de 2018 às 20:09
Provocador e sem papas na língua. José Cid revela pormenores da sua vida íntima, dos amores e desamores, inclusive de um engate gay,  sem tabus. José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa
José Cid revela detalhes da sua intensa vida amorosa

O cantor José Cid, 75 anos, não esconde que sempre teve uma vida amorosa muito ativa e revela esta semana, numa entrevista a uma publicação, que teve prostitutas apaixonadas por ele e um fadista que o quis seduzir em tronco nu.

Conhecido por ser um 'bon vivant' e um homem sem papas na língua, José Cid revela que teve prostitutas a seus pés quando, nos anos 60, a sexualidade era cheia de tabus: "só se podia dar beijinhos na boca e qualquer coisa era para casar", recorda, adiantando pormenores de como se safava no sexo o jovem Cid, que crescia entre a ribatejana Chamusca e a beirã vila de Mogofores, nos arredores de Coimbra.

"Como não queria casar com ninguém, e, como qualquer homem, tinha as minhas necessidades biológicas, preferia lá ir [às prostitutas]", avança o cantor, contando detalhes íntimos: "Eu tive algumas prostitutas verdadeiramente apaixonadas por mim. Não era um galã, acontecia. Elas estavam apaixonadas por mim e eu respeitava-as muito", assegura.

ALVO DE ASSÉDIO GAY DE UM FADISTA QUE JÁ MORREU

Mas não foi só as mulheres que se sentiram atraídas pelo autor do mítico tema 'A cabana junto à praia'.

E ele conta, sem pudores, um episódio em que terá afastado um engate homossexual: "Houve um. Um fadista, que já faleceu. Assediou-me uma vez, estava no meu quarto, tínhamos ido a Inglaterra num grupo de cantores, fazer uma digressão para a emigração. De repente, há um colega que me bate à porta e eu estava a fazer a barba em tronco nu. Ele disse-me: 'Sabes, é de homens como tu, muito musculados e com pêlo, que eu gosto!'. E eu disse-lhe: 'Pois olha, esquece e deixa-me fazer a barba em paz'", remata.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável