Notícia

Nacional

José Mourinho regressa ao trabalho após a morte do pai

José Mourinho está nos Estados Unidos, em estágio com o Manchester United. No primeiro treino da nova época, o técnico mostrou sempre um semblante carregado, próprio de um filho que acaba de perder o pai.
Por Isabel Laranjo | 10 de julho de 2017 às 19:07
A carregar o vídeo ...
Duas semanas após a morte do pai, no dia 25 de junho, José Mourinho teve que voltar ao trabalho. O treinador está em tour pelos Estados Unidos da América, com o Manchester United.

O primeiro treino aconteceu na manhã de 10 de julho e Mourinho mostrou sempre um ar pesaroso e triste, chegando mesmo a levar as mãos à cabeça, num gesto próprio de quem vive um duro luto.


PAI ENSINOU-LHE TUDO

José Mourinho tinha uma ligação muito forte com o pai, Mourinho Félix, com quem se apaixonou pelo futebol. Recorde-se que o pai do 'Special One' destacou-se como guarda-redes, nos anos 50 e 60, no Belenenses, clube do qual depois foi treinador. 

Mourinho, conta-se em Setúbal, a sua terra-natal, não tinha grande jeito para a prática mas técnica não lhe faltava. E foi com o pai que aprendeu muito do que sabe, enquanto treinador de futebol, apesar de se ter licenciado em Educação Física. "Tinha um grande amor pelo pai. Profissionalmente, bebeu muito dele", garantiu, durante o velório, o antigo futebolista Fernado Tomé, amigo da família.

OS DIAS DA DESPEDIDA

Na última semana de vida de Mourinho Félix, José Mourinho esteve todos os dias ao lado do pai, em Setúbal. A antiga glória do futebol português estava bastante doente desde abril de 2016, quando teve de ser operado, na sequência de um derrame cerebral. "Esteve esta semana toda com o pai. Teve um grande pai e sabe disso", acrescenta Tomé.

José Mourinho passou os últimos meses em cuidados. O pai, após a operação no Hospital da Luz, em Lisboa, foi transferido para Setúbal, onde esteve internado nos cuidados intensivos.

A dada altura, teve que voltar para Lisboa, para o Hospital de S. José, dado que faltava um equipamento que era essencial para os seus tratamentos. Na altura, a 'FLASH!' apurou que Mourinho pagou, do seu próprio bolso, essa máquina, que está agora disponível para outros doentes, no Hospital de S. Bernardo.

ÚLTIMOS MESES SEM PODER ANDAR

Quando o pai teve alta, bastante debilitado, contratou dois enfermeiros para cuidares de Mourinho Félix de dia e de noite. Em casa, Maria Júlia, mãe do atleta, via o marido piorar de dia para dia, sem nada mais poder fazer. 

Mourinho Félix saía à rua, em cadeira de rodas, sempre acompanhado por um dos terapeutas e, normalmente, também pela mulher, frequentando duas esplanadas na rua onde sempre morou, no centro de Setúbal.

Acabou por falecer na sequência de um AVC apesar de um cancro também lhe estar a minar o organismo, aos 79 anos de idade.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável