Notícia

tragédia de pedrógão grande

Judite caminha entre os mortos e é arrasada nas redes sociais

"E se um jornalista tivesse feito o mesmo quando o filho dela morreu?" é a pergunta mais comum sobre a polémica reportagem de Judite Sousa junto a um cadáver.
19 de junho de 2017 às 11:55
Judite Sousa está a ser duramente criticada nas redes sociais depois de ter feito uma reportagem sobre o trágico incêndio de Pedrógão Grande... junto a um cadáver.

"Esta mulher não tem noção", "Eu estava a ver e não queria acreditar" e "Queria ver se fosse o filho dela" são apenas alguns dos muitos comentários negativos sobre a jornalista da TVI.

A carregar o vídeo ...
;
As críticas principais focam-se no facto da pivot, de 56 anos de idade, ter perdido o único filho, André, num acidente trágico, e há quem relembre os esforços que Judite fez para impedir que qualquer imagem do jovem circulasse nos meios de comunicação. "Hipocrisia" é a palavra de ordem na maioria das publicações dos internautas revoltados.

A carregar o vídeo ...
;
Porém, também há quem defenda Judite, tentando contextualizar a reportagem, alegando que a jornalista tinha a "cooperação" de uma familiar da vítima.

A carregar o vídeo ...
;
"Peço a esses detractores que façam também a devida contextualização da cena e acrescentem que Judite entrevistou depois uma familiar da vítima. Esta mostrou-se cooperante com o trabalho da jornalista e quis registar que estava bastante queixosa pelo facto das autoridades ainda não terem permitido a recolha do corpo. E era esse o objectivo do apontamento de reportagem da TVI", pode ler-se na publicação de um utilizador do Facebook.

A carregar o vídeo ...
;
CATÁSTROFE SEM PRECEDENTES

O gigantesco incêndio deflagrou ao início da tarde deste sábado, dia 17, e causou 64 mortos e 157 feridos. Algumas das vítimas mortais foram surpreendidas pelas chamas enquanto viajavam nos seus carros, na estrada entre Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, morrendo dentro ou perto das suas viaturas.

Outras acabaram por perecer na sequência de inalação de fumos ou quando tentavam defender os seus bens e as suas casas.

A carregar o vídeo ...
;
Segundo o primeiro-ministro António Costa, a maioria das vítimas morreu nas suas casas, por inalação de fumo.

"Quero chamar a atenção que a maioria das pessoas que faleceu, e que já estão identificadas, não foram vítimas nos carros, foram vitimadas nas casas que não tiveram oportunidade de abandonar a tempo", afirmou o PM este domingo.

A carregar o vídeo ...
;
A causa do incêndio – que ainda não foi extinto – terá sido um relâmpago que atingiu uma árvore. Mais de 95% da floresta do concelho de Pedrógão ardeu, segundo o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Antunes.

A carregar o vídeo ...
;

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Roberto 20.06.2017

É grave, porque ela está mais velha, devia estar mais madura e consciente do mundo que a rodeia, e inclusive, ela teve a morte do seu filho. Mas a natureza gananciosa dela fala mais alto, e a Judite não consegue controlar isso.

Anónimo 20.06.2017

Nem comento, unicamente fiquei chocado ao aproximar-se para que fosse bem visível o corpo...sabem que as crianças comem com os pais e estão a ver as notícias muitas vezes...onde está o alerta de imagens chocantes? Respeitem as famílias dos falecidos, não é por ser a TVI ou a Judite é não repetir.

Anónimo 19.06.2017

Os Bombeiros estão cada vez mais a ficar sem meios de combate aos incêndios, perdesse nos combates aos incêndios carros de combate aos incêndios mangueiras etc. Vamos ajudar com donativos em dinheiro e quem possa pode comprar um carro de combate aos incêndios vamos ajudar os Bombeiros.


Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável