Notícia

Homenagem

Madalena Iglésias trocou vida de artista por casamento milionário

A eterna cantora de 'Ele e Ela', vencedora Festival da Canção em 1966, desistiu de tudo para viver com o empresário luso-venezuelano Fernando Oliveira, que conheceu por um acidente.
18 de janeiro de 2018 às 11:53
Madalena Iglésias é considerada até aos dias de hoje uma diva da música portuguesa, apesar de ter deixado a vida artística no auge da carreira nos anos 1970 e tudo por amor a um empresário luso-venezuelano, Fernando Oliveira.

Poucos sabem é que esta história de paixão começou com um momento desastrado da icónica cantora. 

"Espalhei-me em pleno corredor do avião e aquilo foi horrível, provoquei gargalhadas. Riu-se toda a gente e o Fernando [de Oliveira Portugal] também. Ele ficou de boca aberta a olhar para mim e só se ria. Mais tarde encontrámo-nos e pediu desculpa, dizendo que estava envergonhado e pronto. Regressei a Portugal e começo a receber correspondência dele é assim que começou", recordou Madalena em entrevista à 'TV Guia', há 8 anos.

"Ele era um homem diferente de todos os outros que eu tinha conhecido. Foi, de facto, a pessoa mais importante da minha vida, porque foi o pai dos meus filhos, foi o meu marido, tive sempre por ele um carinho muito especial e foi um bom camarada", referiu a antiga cantora.

Com toda a visibilidade que tinha na época, a história de amor dominou os jornais, e se em 1971 Madalena fez uma cerimónia civil discreta na Venezuela, no ano seguinte o casamento no Mosteiro dos Jerónimos "parou o país", "um acontecimento nacional", segundo um texto do também já desaparecido cronista Carlos Castro.

Madalena contou ainda em 2010 que não se arrepende de ter largado tudo pelo seu grande amor e, claro, pelos 2 filhos – Isaura e Fernando, que nasceram na Venezuela, a quem passou a dedicar todo o seu tempo.

"Fui viver a 10 mil quilómetros, em Caracas, e a partir daí só fiz coisas esporádicas: um programa na televisão venezuelana, um espetáculo, etc.", explicou a cantora em 2005 ao 'Correio da Manhã'.

Sobre a história do marido, o empresário luso-venezuelano, manteve todos os detalhes que pôde longe dos holofotes. Não há sequer informações sobre a data em que ficou viúva. 

Em 1987 Madalena muda-se com a família para Barcelona, para um dos bairros mais caros da capital catalã, onde veio a falecer na terça-feira, aos 78 anos de idade. No entanto, Lisboa esteve sempre no seu coração e eram frequentes as viagens de Madalena Iglésias à capital para passar férias ou apenas rever os amigos.

Leia mais sobre a carreira de Madalena Iglésias aqui.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável