Notícia

drama

Malato emociona-se com a luta da mãe contra o cancro

Numa visita ao IPO, o apresentador da RTP José Carlos Malato fala dos momentos difíceis vividos pela família por causa dos problemas oncológicos que afetam a família.
Por Carolina Cunha | 17 de maio de 2017 às 15:20

José Carlos Matos, de 53 anos de idade, emociona-se durante uma visita esta quarta-feira ao IPO de Lisboa, recordando o drama que a família já viveu por causa de problemas oncológicos. O apresentador da RTP, que foi a esta unidade hospitalar para dar um cheque solidário, que vai ajudar a comprar material para a luta contra o cancro, reviveu o drama que é ver um familiar próximo sofrer com cancro.  

"É um sítio muito especial onde passei 5 anos da minha vida. Um sítio assustador para as pessoas. Eu vinha todos os dias para o IPO e tenho uma ligação muito grande a este hospital. De momentos muito alegres mas também muito tristes", disse em exclusivo ao site FLASH!.

A carregar o vídeo ...
;

"A minha mãe teve cancro duas vezes, eu sei muito bem a fragilidade de estar num hospital", revelou. No final de 2010, o apresentador viu a mãe ser internada com cancro no intestino. Um quadro clínico reservado que levou a uma intervenção cirúrgica para a remoção de parte do mesmo.

Além disso, foi aqui no IPO que viveu outro momento muito duro. "A minha tia morreu aqui, um final que não foi feliz e me marcou", revelou emocionado o rosto da televisão pública. Por isso, a mãe pediu-lhe, quando esteve doente, para ser tratada noutro sítio, longe desta memória pesada.

Episódios marcantes na vida do apresentador que o levam a associar-se a causas ligadas à luta contra o cancro. José Carlos Malato dá a cara pelo projeto Ecopilhas, uma campanha que reverteu a favor do Instituto Português de Oncologia com a doação de equipamento de observação clínica.

A carregar o vídeo ...
;

MUDANÇA DE VIDA APÓS ENFARTE

Recorde-se que o apresentador também já sofreu com uma doença grave. Teve um enfarte em 2013, que o levou a mudar por completo o estilo de vida, com medo da morte.

Tal como assumiu numa entrevista à FLASH!, em 2014, poucos meses após o enfarte. "Sempre tive muito medo da morte, mas ao mesmo tempo também tinha um grande fascínio. Não tenho grandes hipóteses: ou é cancro ou é enfarte, portanto, venha o diabo e escolha."

Como figura pública, o apresentador sente-se na obrigação de passar a mensagem e sensibilizar as pessoas para as causas ligadas ao foro oncológico. "Segundo as estatisticas, todos nós vamos ter o nosso cancro. É necessário que envolvamos nestas causas", disse.

Apesar de tudo, Malato vive agora um bom momento. Profissional e pessoal, graças à companhia de João Caçador, um amigo muito especial e que o esperou no aeroporto no regresso a Lisboa depois do Eurofestival, onde esteve ao serviço da RTP.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável