Notícia

Polémica

Marido de Luciana adotou apelido Abreu... mas a cantora não quis o dele!

Luciana Abreu rejeitou adotar novo apelido de casada. O marido, Daniel Sousa, alterou o nome e incluiu Abreu no Cartão do Cidadão. Neste segundo casamento, em 2017, a atriz e cantora não quis ser 'a senhora Sousa' como em 2010 tinha querido ser 'a senhora Djaló'.
Por João Bénard Garcia | 30 de dezembro de 2017 às 11:25
Daniel Pereira de Sousa, 38 anos, adotou, no dia do casamento com a atriz e cantora Luciana Abreu, de 32, a 21 de outubro de 2017, o apelido de nascimento de Ludovina Abreu, mãe da artista. Já Luciana Abreu Sodré Costa Real não quis registar qualquer apelido do novo marido, nem Pereira, nem Sousa... zero.

A carregar o vídeo ...
;
Lucy, que acabou de ser mãe de duas meninas que nasceram prematuras no passado dia 23 de dezembro, em Cascais, tinha aceitado alterar o nome, adotando o apelido Djaló, quando casou a 13 de maio de 2010 com o futebolista de origem guineense Yannick Djaló. Após o divórcio com o atual jogador do Vitória de Setúbal, que foi decretado a 31 de dezembro de 2013, a artista deixou de usar o apelido do ex-marido e pai das filhas Lyonce, de seis anos e Lyannii, de cinco.

Na cerimónia da suas segundas núpcias, a estrela das novelas da SIC não adotou o mesmo procedimento quando fez juras de amor e fidelidade ao novo marido perante o padre Paulo Malícia, que os casou na igreja de Santo António do Estoril, mais conhecida como Igreja dos Salesianos. Nesse dia, acabou por ser o kitesurfista e guia turístico que chegou à vida da artista no início de 2017, quem escolheu ficar com o apelido Abreu da nova mulher.

MARIDO DE LUCY NASCEU NUMA CIDADE RODEADA DE CRATERAS DE VULCÕES

Este é primeiro casamento de Daniel Pereira de Sousa Abreu que nasceu há 38 anos na pequena cidade francesa de Clermont-Ferrand, numa zona montanhosa cheia de crateras de vulcões extintos, na região administrativa da Auvérnia, no departamento Puy-de-Dôme, a uma hora de distância de Lyon e a quatro horas de Paris por auto-estrada.

O filho mais velho de Delfim Isidoro Sousa e de Maria José de Faria Pereira de Sousa deixou há vários anos a sua terra natal em França e dividia-se nos últimos tempos entre Vila Praia de Âncora, em Caminha, onde se apaixonou pela prática de kitesurf e a ilha de Cuba onde se instalou como guia turístico.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável