Notícia

Entrevista

Nicolau Breyner salvou Patrícia Tavares da esquizofrenia

Numa longa entrevista, a atriz garante que consegue deixar as suas personagens no estúdio e que isso a livrou das depressões. A chave do sucesso foi dada pelo antigo colega.
01 de janeiro de 2018 às 12:25
Aos 40 anos, Patrícia Tavares abriu o coração à 'TV Guia' e, numa longa entrevista, revela que não tem depressões, tão usuais nas vidas dos colegas, porque segue um dos muitos conselhos que Nicolau Breyner lhe deu em vida, no início de carreira.

"Ele dizia-me: 'As personagens não se levam para casa, deixam-se no estúdio.' Sigo essa regra. Às vezes não é fácil", disse.

Patrícia Tavares, que vai entrar na segunda temporada da novela 'Paixão', da SIC, tem uma filha, Carolina, de 16 anos, e é a ela que se dedica em exclusivo quando chega a casa, depois de 10/12 horas de trabalho.

"Tenho uma filha para criar e, se chegassse a casa e a tratasse com os estados de espírito e os comportamentos de certas personagens, ela não aguentaria a mãe. Consigo desligar a ficha... para bem da minha sanidade mental", diz a atriz, voltando a recordar-se do amigo Nicolau Breyner, que morreu em 14 de março de 2016.

"Ele costumava dizer-me: 'Olha lá, rapariga, tu queres ser atriz ou esquizofrénica?' Quando ele me colocou essa questão pela primeira vez fiqui chocada e não percebi logo a pergunta, mas depois entendi tudo", concluiu.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável