Notícia

Drama

O sofrimento de Joana Madeira que cresceu sem conhecer o pai

A repórter do 'Você na TV' e mulher do humorista Eduardo Madeira não conseguiu calar a dor de ter crescido sem o pai. Um drama familiar que é, agora, revelado na primeira pessoa.
19 de dezembro de 2017 às 15:21
Quem a vê na televisão, sempre de sorriso rasgado, não lhe adivinha o drama que viveu na infância e que lhe deixou marcas irreparáveis. Joana Madeira cresceu sem o pai e não guarda memórias nenhumas das poucas vezes que, em menina, o progenitor a pegava ao colo. 
O drama familiar é agora revelado pela própria. "Nunca tive pai. Quer dizer, tive. Alguém me fez. Mas separou-se da minha mãe muito antes de eu conseguir guardar memórias dele na minha cabeça. Não tenho nada, zero", admitiu para acrescentar de seguida: "A minha mãe diz que costumava pegar-me ao colo. Eu gostava de me lembrar. No entanto, por mais que procure em mim, nunca o encontro. Tenho pena. Tenho pena que tenha sido assim", escreveu Joana Madeira na sua página de Facebook.
A jovem garantiu ainda: "Sempre odiei o dia do pai. Sempre. Sobretudo no tempo da escola. Quando nos obrigavam a fazer a tal "prenda do dia do pai", eu também tinha de a fazer. Mas para dar a quem? Sorte a da minha mãe que as recebia. Era um dos piores dia minha vida. Magoava-me. Ver todos tão felizes por terem um pai. Não sei bem o que isso é. Nunca saberei. Gostava de saber. Mas não dependeu de mim. E agora já lá vai".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável