Notícia

Polémica

Raquel Prates mete-se na polémica e arrasa Luísa Castel-Branco, que ofendeu Joana Latino

Depois de Luísa Castel-Branco ter ofendido Joana Latino na televisão, famosos tomaram partido da jornalista e arrasam com a escritora.
23 de janeiro de 2018 às 22:05
Aos 40 anos de idade, Raquel Prates não esconde que ser mãe é um sonho, mas que até agora ainda não conseguiu engravidar, apesar de já se ter submetido a alguns tratamentos. Raquel Prates Raquel Prates Raquel Prates e João Murillo Raquel Prates "Há muitos anos que eu já gostaria de ter sido mãe. Infelizmente, ainda não tive essa oportunidade. Já fiz tratamentos, que não deram resultado", assumiu a ex-modelo, que é casada com o artista plástico João Murillo. "Se não existir essa alternativa vou procurar outras, como a adoção. E seria bom partilhar amor com uma criança que não nasceu nas melhores condições", justificou Raquel Prates. Raquel Prates e Iva Domingues Raquel Prates Raquel Prates assumiu publicamente não conseguir engravidar Raquel Prates assumiu publicamente não conseguir engravidar Luísa Castel-Branco Luísa Castel-Branco
Raquel Prates assumiu publicamente não conseguir engravidar

A polémica estalou durante o programa da SIC Mulher, 'Passadeira Vermelha', quando se discutia o tema das gravidezes de substituição.

A discussão entre as comentadoras do programa, Luísa Castel-Branco e Joana Latino, subiu de tom quando a escritora [a única das presentes que não concorda com o recurso às barrigas de aluger] se virou para as suas colegas e disse: "Quando qualquer uma de vocês tiver um filho, venha falar comigo".

Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo
Bronca entre Luísa Castel-Branco e Joana Latino em directo

A jornalista Joana Latino não gostou e indignou-se com a resposta da companheira de programa. Mas foi quando Luísa Castel-Branco lhe disse para se "tratar" é que a discussão azedou notando-se nitidamente o quanto Joana Latino ficou incomodada com a outra comentadora.

"Primeiro que tudo, resolve lá o teu problema na psiquiatra, na psicanálise, de não teres filhos. Ninguém tem culpa com isso", avançou Luísa Castelo-Branco ao que Joana respondeu visivelmente triste: "Isso é muito ofensivo Luísa. Para mim e para milhões de mulheres em todo o mundo. Foi tão desrespeitoso isso...".

Esta discussão já tomou proporções mais vastas e transbordou para fora do programa, criando uma onda de indignação, com famosas a arrasarem Luísa Castel-Branco pelas declarações infelizes.

Uma das vozes indignadas foi a de Raquel Prates, de 41 anos de idade, que há anos tenta engravidar sem o conseguir, apesar de já ter feito vários tratamentos de fertilidade.

No seu blogue, Raquel Prates arrasa a escritora. "Torna-se mais doloroso o propósito de comentar assuntos que foram gerados por pessoas com quem já privámos, mas também aumenta a nossa tristeza por essas mesmas pessoas serem responsáveis por episódios de intolerância e responsáveis pelas linhas que agora escrevo", lamentou-se a blogger.

"A incapacidade de procriar não tem rigorosamente nada a ver com a capacidade de criar. Vejo, com bastante preocupação e alguma perplexidade, que há pessoas que por terem procriado e criado consideram as outras menos 'habilitadas' para darem a sua opinião sobre a maternidade e as opções que a ciência e o progresso colocaram à disposiçã"o de mulheres que têm problemas de procriação. Pior, que o fazem de uma forma rude, maldosa até, e num misto de arautos morais e mentes muito 'para a frentex', escondidas atrás da palavra frontalidade".

Claramente, Raquel, toma o partido e defende Joana Latino que quase ficou em lágrimas no decorrer da discussão com Luísa Castel-Branco. "Mandar calar, ofender, endereçar alguém para o psiquiatra é uma ofensa, nada tem a ver com frontalidade, pelo contrário tem muito a ver com falta de argumentos, ou dificuldade em expressá-los. Propositadamente, não quero citar nomes, pois o objetivo não é criar mais uma polémica ou ofender quem quer que seja. O meu objetivo é apelar à tolerância e também à reflexão".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável