Notícia

Exclusivo

Salvador Sobral provoca revolta no público e é vaiado em concerto. Saiba porquê

Toda a gente queria ouvir o herói de Kiev a cantar 'Amar Pelos Dois', mas ele nem um acorde deu. Foi a revolta: durante cinco minutos, o público bateu palmas a chamá-lo, gritou-lhe o nome e depois, saturado de não ter resposta, começou a assobiar alto e a apupar Salvador.
Por João Bénard Garcia | 27 de julho de 2017 às 20:47

Acabou o estado de graça para o vencedor festival da Eurovisão 2017. Na noite desta quarta-feira, 26, na Fortaleza de Santiago, junto ao mar, em Sesimbra, centenas de pessoas que assistiam a um concerto onde atuava Salvador Sobral e um grupo de amigos acabaram a noite a vaiar o cantor. Tudo porque, o homem que conquistou a Europa e o Mundo, a 13 de maio último, não lhes deu o que queriam ouvir: uma interpretação da canção 'Amar Pelos Dois'.

A carregar o vídeo ...
;

Depois de, durante hora e meia, os artistas terem interpretado temas conhecidos com sonoridades da América Latina e novas roupagens de Jazz – no fundo a essência musical do projeto 'Alma Nuestra' –, com Salvador Sobral a dar voz ao microfone, o compositor cubano Victor Zamora a dominar no piano e os portugueses Nelson Cascais a controlar o som do contrabaixo e André Sousa Machado o da bateria, várias centenas de espetadores não arredaram pé enquanto não ouviram Salvador Sobral cantar ‘Amar Pelos Dois’.

Os melómanos presentes em Sesimbra tiveram foi uma noite de azar. Como o concerto resultava de um intercâmbio artístico chamado 'Alma Nuestra', gizado entre Salvador Sobral e Victor Zamora, com a apoio de amigos músicos portugueses, tudo apontava que o sucesso musical do festival da Eurovisão não seria interpretado.

O público tinha imensas expetativas para o final do concerto, mas saíram todas goradas. Depois de um 'encore' a que os músicos acederam, cantando mais uma música do reportório dos 'Alma Nuestra', Salvador Sobral abandonou o palco, mas os fãs não desarmaram do recinto ao ar livre.

Durante cerca de cinco minutos, centenas de pessoas não arredaram pé e continuaram à espera do regresso do herói de Kiev, na Ucrânia. Bateram palmas com maior ou menor força e nada; chamaram por ele e nada; vaiaram com assobios e apupos e nada. Nem sombra de Salvador ou da canção que o celebrizou em maio último e que tem arrastado multidões para as dezenas de concertos para que tem sido solicitado em todo o país.

Esta não é a primeira vez que Salvador Sobral causa polémica entre a plateia. Recorde-se o concerto solidário, no final de junho, em Lisboa, quando o vencedor do Eurofestival protagonizou o momento mais insólito do espetáculo.

A carregar o vídeo ...
;

Enquanto cantava o tema que lhe deu a vitória no Festival Eurovisão da Canção, 'Amar pelos Dois', o cantor era aplaudido efusivamente pelo público. Foi então que comentou: "Eu sempre que faço qualquer coisa vocês aplaudem. Vou mandar um peido para ver o que é que acontece". De imediato, a indignação tomou conta dos fãs de Salvador, com muitas críticas nas redes sociais.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável