pub

Notícia

Política

Teresa Leal Coelho: "Lisboa tem vontade de receber uma mulher como presidente"

Mãe, mulher, professora e política. Teresa Leal Coelho quer provar que uma mulher também é capaz de ocupar um lugar de peso no mundo dos políticos. O site FLASH! esteve com a candidata do PSD, que garante que a "política feita por mulheres é diferente".
Por Carolina Pinto Ferreira | 22 de junho de 2017 às 12:05
Teresa Leal Coelho quer uma política concentrada nas famílias e nas gerações A candidata do PSD viu atentamente cada stand de livros Sempre sorridente, Maria Teresa Leal esteve à conversa com o site FLASH! Muitas foram as pessoas que abordaram a deputada Candidata do PSD à Cãmara de Lisboa passeia na Feira do Livro Teresa Leal Coelho foi visitar o stand da universidade onde dá aulas
Candidata do PSD à Cãmara de Lisboa passeia na Feira do Livro

Teresa Leal Coelho, de 55 anos de idade, é a candidata do PSD à câmara de Lisboa. Com uma forte ligação a Passos Coelho, sendo que ambos estiveram juntos, em 1998, com a fundação da Associação Pensar Portugal, voltaram a trabalhar em conjunto quando o antigo primeiro-ministro criou a plataforma "Construir Ideias", em 2008.

A mulher que se candidata agora à Câmara de Lisboa divide a sua vida em duas frentes: a paixão pela política e o amor por dar aulas, sendo professora na Universidade Lusíada.

Com um currículo vasto, é deputada há duas legislaturas, vice-presidente do PSD e, desde 2013, vereadora em Lisboa.

Casada com o embaixador português em Madrid, Francisco Ribeiro de Meneses, no meio de tanto ocupação, ainda arranja sempre tempo para a família.

FLASH! esteve com a candidata do PSD na Feira do Livro em Lisboa, no Parque Eduardo VII. Teresa Leal Coelho que quer ficar na história da capital, como a primeira mulher à frente da Câmara de Lisboa.

O FEMININISMO AO PODER

Teresa Leal Coelho defende que "Lisboa precisa de uma liderança diferente. Mais dirigida às pessoas e às famílias" e não tem dúvidas de que esse objetivo será "melhor cumprido no feminino". "Lisboa está preparada e com vontade de receber uma mulher como presidente. A política feita por mulheres é diferente", afirma. 

Na era em que tanto se fala de igualdade, a candidata do PSD, queixa-se de continuar a sentir a descriminação das mulheres na sociedade portuguesa: "Julgo que ainda se sente as diferenças por ser mulher. É uma batalha que tenho tido durante todos estes anos. A descriminação é evidente em Portugal. Já melhorou mas ainda é muito evidente. Isto  no que diz respeito à desigualdade salarial, que continuamos a verificar. No que diz respeito a cargos de direcção, seja no âmbito da política ou empresarial. Há sectores em que as mulheres não atingem os cargos de direcção ou de administração. Estamos muito longe de chegar ao ponto de equilibrio", diz, indignada.

...
Sempre sorridente, Maria Teresa Leal esteve à conversa com o site FLASH!

Com vontade de mudar mentalidades e ser a primeira mulher a assumir a presidência da Câmara de Lisboa, Teresa Leal Coelho garante que acha necessária a mãe de uma mulher para uma maior sensabilização da população: "A cidade esqueceu-se das pessoas e das famílias. Os mais velhos mantêm-se aqui, mas os filhos e os netos vêem-se obrigados a sair. Não só porque têm dificuldades em arranjar casas com sustentabilidade mas sim, porque tudo é mais caro." 

MÃE, MULHER E PROFESSORA

Divide o seu tempo entre a família, a política e sendo docente universitária na Universidade Lusíada. Consegue gerir o seu tempo "estebelecendo prioridades e o espaço em função delas. É isso que tenho feito e que continuarei a fazer", explica. 

Sem tempo para férias, garante que "este ano não há espaço para descanso. Talvez um fim de semana ou outro no principio de Agosto" mas que "quem corre por gosto não cansa".

Professora e apaixonada por dar aulas, garante que nem com a vida política às vezes atribulada, "nunca falha com os seus alunos" e irá "acompanhá-los até ao último dia".

...
Teresa Leal Coelho foi visitar o stand da universidade onde dá aulas





Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
queridoscp 22.06.2017

É preciso ter lata para andar a fazer essas afirmações baratas, Maria Teresa Leal; acha mesmo que os munícipes de Lisboa são parvos ou andam distraídos, para irem na sua conversa.....que lata, Meu Deus...........


Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável