pub

Notícia

exclusivo FLASH!

Toy responde a críticos: "Sejam menos cuscos e menos invejosos"

O cantor foi apanhado num video a levar um barco para o areal e choveram críticas. Ele responde agora sem papas na língua.
Por Hugo Alves | 25 de agosto de 2017 às 18:52
Toy Toy responde a críticos Toy em concerto Toy em concerto Toy em concerto Toy com amigos Toy Toy no concurso SPASH Toy Toy Toy cantor Toy
Toy responde a críticos
Na quinta-feira, 24 de agosto, o cantor Toy foi filmado por um anónimo a sair de um barco junto ao areal da praia da Figueirinha, na Arrábida, causando a consternação e irritação a muitos veraneantes que se encontravam no local e que garantiram que apesar de ser ilegal tal manobra o cantor safou-se do "crime" por ser figura pública.

A carregar o vídeo ...
;
Toy, na altura explicou à FLASH! ter apenas ajudado um amigo a ir buscar o filho ao areal, mas com a polémica a aumentar o cantor popular resolveu responder de forma bem mais assertiva.

"Que honra, que privilégio, que alegria me dão... Não é que me apanharam num barco de um amigo perto de uma praia (Figueirinha) da minha cidade, no lado não vigiado, a ajudar o filho desse amigo a trazer o almoço para o barco... bem, é tão triste sentir que há gente que está a filmar clandestinamente as pessoas que inocentemente se divertem na praia, e nem sabem que estão a ser filmadas e fotografadas...", começa por escrever.

A indiganação do cantor prossegue, agradecendo de forma irónica a todos os que criticaram, "pois revelaram a vossa verdadeira posição na sociedade", disse irritado por ter sido alvo de um filme de que considerou ilegal. "Vou dar um conselho; sejam menos cuscos e menos invejosos e aprendam que ajudar os outros e fazer os outros felizes é a melhor receita da felicidade"

Deixamos aqui em exclusivo a resposta na integra do cantor:

"Felizmente apanhado!
Que honra, que privilégio, que alegria me dão...
Não é que me apanharam num barco de um amigo perto de uma praia (Figueirinha) da minha cidade, no lado não vigiado a ajudar o filho desse amigo a trazer o almoço para o barco... bem, é tão triste sentir que há gente que está a filmar clandestinamente as pessoas que inocentemente se divertem na praia, e nem sabem que estão a ser filmadas e fotografadas... Tanto barulho tentando insinuar que usei a minha modesta posição de "figura publica" para passar por cima da lei!!! É tão ridículo! Pessoas que criticam estas "minhoquices" e provavelmente são fanáticos por instituições que vigarizam tudo e todos contando com os votos e as crenças de quem inocentemente neles acreditam... Ainda há pouco tempo alguém dizia (porque eu o disse), que eu teria cometido adultério... Oh meu Deus... Essa pessoa é adepta de um clube que tem um presidente que deve 600 milhões de Euros... Mas isso não é nada... A imunidade dos que já foram políticos de responsabilidade e têm ainda o apoio de muita gente mesmo depois de terem ROUBADO milhões ao nosso povo... Mas esses provavelmente não cometeram adultério, ou não se aproximaram de uma praia num barquinho de um amigo que gosta de pescar. Que importam as tremendas vigarices de grande chefes de partidos, clubes ou religiões quando um desgraçado de um ser humano que tenta viver e ajudar a viver quando é preciso, não virando as costas à solidariedade, pensa ajudar um amigo num barco a recolher um filho na praia. Obrigado a todos os que criticaram pois revelaram a vossa verdadeira posição na sociedade. São as vossas preocupações que vão ajudar a melhorar as condições de vida de quem necessita de ajuda por falta de saúde, por velhice, por falta de atenção... Quantos de vós terão familiares mais idosos a precisar de atenção e companhia, e provavelmente levam o vosso tempo a invejar a vida de desconhecidos que vos faz comichão. Vou dar um conselho; sejam menos cuscos e menos invejosos e aprendam que ajudar os outros e fazer os outros felizes é a melhor receita da felicidade. Invejar e cuscar é acumular frustrações que são difíceis de vencer. Cristo disse;
"Perdoai-lhes que eles não sabem o que fazem"
Sem qualquer comparação..."perdoai-lhes que eles não sabem o que dizem".
Vamos enaltecer a dignidade humana e tentar ajudar estes pobres de espírito a melhorar a sua atitude para começarem a entender o verdadeiro sentido da felicidade. A quem me criticou e até ofendeu, desejo o melhor do mundo; tem que se ter muita saúde mental para aguentar tanta infelicidade.
Devagar, e com o despejo de frustração para cima de quem está sólido na vida de consciência tranquila, espero que ao aparar essa raiva de triste vida tenha ajudado a terem um pouquinho mais de alegria.
Até ao próximo "crime"
Toy

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável