Notícia

Santos Populares

Cinha Jardim vive momento de "tristeza e mágoa" por deixar Marcha de Alfama após vitória

Foi a última vez que Cinha desceu a Avenida da Liberdade como madrinha de Alfama.
Por Inês Neves | 13 de junho de 2017 às 18:03

Cinha Jardim e João Baião, padrinhos de Alfama, ficaram radiantes com a vitória da sua marcha. Este bairro histórico de Lisboa fez a dobradinha e foi o grande vencedor da 85ª edição das Marchas Populares, com 247 pontos. E arrecadou ainda o troféu de Melhor Figurino e de Melhor Musicalidade.

Esta foi também uma noite especial para Cinha Jardim que, segundo contou ao site FLASH!, será o seu "último ano como madrinha das marchas". A socialite diz que está na hora de ceder o seu lugar a "alguém mais jovem": "Tudo tem o seu tempo. Hoje já me despedi deles, com muita tristeza e muita mágoa, mas… quando é para sair é para sair. Mas vou continuar a acompanhá-los. É um até sempre. Há muita nostalgia nesta despedida."

A carregar o vídeo ...
;

João Baião fica triste com a saída da sua parceira e ele próprio também não sabe se vai continuar a desempenhar o seu papel de padrinho. "Logo se vê", diz-nos. O apresentador confessou ainda que quando desce a Avenida, sente-se como se estivesse no seu habitat natural: "Estou no meu habitat natural, no meio das pessoas e sobretudo neste ambiente de festa. Levantei-me as 6H da manhã, já estive no ‘Queridas Manhãs’, depois fui fazer o programa ‘Juntos à Tarde’ e agora aqui estou."

Baião acredita que "esta riqueza, este rigor e, sobretudo, esta paixão, são elementos fundamentais", que conduzem a marcha de Alfama à vitória.

Dias antes de desfilar, Cinha descansou numa das praias da Costa de Caparica.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável