Notícia

10 anos sem Maddie

Diários secretos de Kate McCann revelam pormenores do desaparecimento de Maddie

Aconselhada pelos psicólogos, Kate passou para o papel toda a sua dor, a sua raiva, após o desaparecimento de Maddie. A polícia ficou com os diários quando suspeitou do casal e estão no processo.
Por João Bénard Garcia | 06 de maio de 2017 às 17:45

Há diários secretos onde Kate McCann escreveu tudo o que viu, ouviu e sentiu nos dias a seguir ao desaparecimento da filha Maddie, a 3 de maio de 2007. Nesses diários íntimos, que os inspetores da Polícia Judiciária (PJ) apreenderam quando suspeitaram que os pais tinham ocultado o cadáver da criança, estão escritos todos os passos que o casal deu, viagens, conferências de imprensa, pormenores das investigações, o que Kate e Gerry choraram e o que a filha Maddie lhe disse horas antes de desaparecer.

Os escritos da mãe de Maddie só começaram a ganhar vida no papel duas semanas depois da criança desaparecer do apartamento 5A do antigo resort Ocean Club. Uma psicóloga, que acompanhou o casal inglês em Portugal, e Philomena McCann, irmã mais velha de Gerry, foram as duas pessoas que mais incentivaram Kate a escrever sobre tudo o que sentia, em jeito de desabafo e como terapia para combater a dor.

A carregar o vídeo ...
;

Ao extinto jornal '24horas', Philomena McCann revelou o que a cunhada Kate ouviu e que até encarou a 'dica' como "algo de positivo". "Para ela era como se estivesse a falar com a filha e a contar tudo o que a família, os pais, os polícias iam afazendo", revelou a irmã de Gerry, levantando então um pouco o véu sobre o que a polícia iria encontrar no diário secreto da médica anestesista que perdeu a filha no Algarve: "estão lá frases soltas, às vezes pensamentos e textos descritivos dos dias das buscas, dos contactos com as pessoas envolvidas".

Ainda segundo tornou público a cunhada de Kate, esta "escreveu sobre as viagens que fizeram para procurar a Maddie, mas também sobre as conferências de imprensa que deram, os donativos que receberam, as esperanças, os receios, as preces que fizeram enquanto casal e as novidades que lhes eram transmitidas pela polícia", salientando saber que a mulher do irmão escreveu várias linhas dramáticas sobre "a possibilidade de a menina ter desaparecido para sempre, quando a polícia fez buscas em casa de Robert Murrat", um inglês suspeito de ter raptado a criança no Algarve.

A carregar o vídeo ...
;

Sem nunca ter lido o diário, mas tendo tomado conhecimento pela boca da cunhada do seu conteúdo, Philomena McCann garantiu então que Kate também escreveu sobre coisas positivas que a ajudaram a recuperar forças e a continuar a viver: "Ela escreveu sobre os bons momentos que todos passaram juntos e lembrou coisas que a Madeleine fez e disse durante os dias de férias que passaram na praia da Luz, nomeadamente que tinham sido 'as melhores férias da sua [curta] vida'", rematou.

A carregar o vídeo ...
;

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo Há 2 semanas

Kate e Gerry são pedófilos e o grupo tapas 7 eram um grupo de swing.

Magda Gama Há 2 semanas

Depende daquilo em que se acredita.. NADA neste casal (??) inspira "confiança", MAS PELO CONTRÁRIO DESCONFIANÇA TOTAL! ! Ambos de medicina e ainda andarem a ROUBAR dinheiro ALHEIO DE IGNORANTES. .FAZ MUITO DESCONFIAR!!

Magda Gama Há 2 semanas

Depende daquilo em que se acredita.. NADA neste casal (??) inspira "confiança", MAS PELO CONTRÁRIO DESCONFIANÇA TOTAL! ! Ambos de medicina e ainda andarem a ROUBAR dinheiro ALHEIO DE IGNORANTES. .FAZ MUITO DESCONFIAR!!

IS Há 2 semanas

Tema sem interesse.


Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável