Notícia

drama

Exausta e em choque: o que Judite viu na gruta da Tailândia

"Respeito o trabalho dos que não saem do conforto do estúdio, mas não há comparação possível", garante a jornalista, que fez a cobertura do resgate das crianças presas na gruta da Tailândia.
11 de julho de 2018 às 12:31
Depois de 18 dias presos na gruta Tham Luang, na Tailândia, os 12 rapazes e o treinador de futebol já foram todos resgatados.

Judite Sousa foi a única jornalista portuguesa de um canal de televisão a fazer a cobertura no local. Além dela, João Carreira, o correspondente da Lusa também esteve perto da gruta. Segundo a 'TV Mais' – e, tal, como aconteceu no ano passado, na tragédia de Pedrógão Grande – Judite "propôs-se, de imediato, para viajar até ao local onde a tragédia aconteceu e assumir a responsabilidade das reportagens e diretos durante o tempo que fosse preciso".

Mas não foi fácil trabalhar em Chiang Rei. Além da carga emocional inerente ao drama das crianças presas, foram muitos dias de horas contínuas em pé, com as horas trocadas devido ao fuso horário, e com temperaturas e graus de humidade muito elevados.

"Estou exausta, mas determinada. Esta foi a vida que escolhi", desabafou Judite nas redes sociais.

Agora, a jornalista fez um balanço no seu blogue oficial. "São já 38 anos de jornalismo. Uma carreira muito diversificada. Gosto de tudo no jornalismo, mas embora muitas pessoas tenham de mim a imagem da entrevistadora, a minha paixão é mesmo a reportagem", começou por escrever.

Judite garante que gosta dos desafios: "O meu coração palpita quando sou enviada especial e quanto mais difíceis são as condições no terreno, mais eu me supero".

Em jeito de conclusão, a repórter deixa uma "indireta" aos seus colegas que não tão aventureiros como ela. "O estúdio é muito poucochinho comparado com este tipo de trabalho. Respeito o trabalho dos que não saem do conforto do estúdio, mas não há comparação possível", escreveu.

Mas apesar de tudo, Judite foi alvo de "brincadeira" nas redes sociais: foi criticada pelo humorista Luís Filipe Borges.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável