Francisco Moita Flores
Francisco Moita Flores Piquete de Polícia

Notícia

2017 (2)

O ano está a terminar. No número anterior realçámos alguns dos acontecimentos criminais de maior impacto na vida portuguesa. Hoje, antes que cheguem as badaladas a anunciar 2018, queria chamar a atenção para dois julgamentos e três escândalos que foram tema de intenso noticiário.
31 de dezembro de 2017 às 06:00

O julgamento de Pedro Dias, presumível autor de três homicídios consumados e mais dois na forma tentada, é o corolário para o conjunto de assassinatos, com uma fuga espectacular pelo meio, e cuja sentença está para breve.

O julgamento do processo conhecido pela Máfia de Braga chegou ao fim com um conjunto de arguidos condenados a mais de cem anos de cadeia. Este caso hediondo, onde o corpo da vítima terá sido dissolvido em ácido sulfúrico, fica para a história como o exemplo do que a ganância pode fazer a homens diferenciados. Matar por dinheiro não é apenas um mau ofício dos pobres como este processo bem ilustra.

As crianças IURD. Vinte anos depois rebentou o escândalo. Um lar desta putativa Igreja serviu de base para o tráfico de crianças. Criminalmente os casos estão prescritos, porém, é importante conhecê-los para saber quem foram os responsáveis da Segurança Social e dos Tribunais que autorizaram este comércio obsceno para servir bispos-bandidos.

Os email’s do Benfica. O mundo desportivo agita-se com a vinda a público de milhares de email’s que tiveram origem no Benfica, ou nos seus apaniguados, mais perto do poder benfiquista. As proporções gigantescas do desvio de correspondência, tem enlameado o mundo de futebol onde o comentário chegou ao nível das latrinas de campanha militar. Porém, neste momento, e para que conste, só há uma vítima: o próprio Benfica. Violação de correspondência é crime e deve ser punido como tal.

As Raríssimas. A presidente desta associação deslumbrou-se. Meteu as mãos onde não devia, em cumplicidade com a teia de influências que criou no interior do poder político. A procissão ainda vai no adro, mas já provocou bastantes danos. Ao menos que se salvem as crianças que não têm culpa naquilo que aconteceu.

Feliz 2018!

Mais notícias de Por Detrás das Câmaras

Ma(donna) disto tudo

Ma(donna) disto tudo

Como é possível não conseguir vislumbrar que a presença de uma figura pública como Madonna, no nosso País, é benéfica? Afinal o que é mais provinciano? Ceder privilégios a uma figura pública com este perfil, ou permitir que a “nossa” "pequenez" se arvore e a amesquinhe.
Rei

Rei

Rei: s.m.: Aquele que ama e é amado. O mesmo que apaixonado.
Porquê, Fátima?

Porquê, Fátima?

Tirando o dinheiro que possa ganhar a mais, e ganha certamente, Fátima Lopes – tal como Manuel Luís Goucha – não acrescenta nada de importante ao seu currículo com a apresentação de ‘reality shows’.
Casados ou namorados?

Casados ou namorados?

SIC e TVI em guerra de 'reality shows'. Em Carnaxide, aposta-se em 'Casados à Primeira Vista'. Queluz de Baixo contra-ataca com 'First Dates'. Inesperadamente, as novelas da vida real vão ser o campo de batalha entre as duas estações.
Chegar ao Céu

Chegar ao Céu

Traição é traição, e o que mais me irrita é que foi ele que me conquistou, andou anos atrás de mim e quando lhe dei dois filhos lindo e criei as minhas enteadas como se fossem do meu sangue, descobri que afinal não era completamente certo.
Orgulhosamente só

Orgulhosamente só

O presidente que durante tanto tempo arrastou multidões, que de forma hábil conseguiu urdir um plano para (pelo menos) fazer frente às estratégias de Benfica e FC Porto, está cada vez mais só.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável