pub
Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues Televisão meu amor

Notícia

A 'Herdeira' arrasa 'Paixão'

Ao contratar Gabriela Sobral, a SIC quis clonar o sucesso da ficção da TVI. Só que o original é sempre melhor do que a cópia. A nova produção de Carnaxide é surpreendentemente frágil, e está a ter dificuldades para competir com a concorrência.
29 de setembro de 2017 às 10:03
...
A 'Herdeira' arrasa 'Paixão'

O primeiro episódio de uma novela é sempre uma boa montra de forças e fraquezas do produto. Mais uma vez, assim foi. Com menos de uma semana de diferença, SIC e TVI lançaram as novas apostas da ficção. O resultado é desastroso para Carnaxide. A nova Paixão é surpreendentemente frágil, e tem de levar urgentemente uma volta. Caso contrário, irá agravar as debilidades demonstradas desde o primeiro minuto.

É incrível como, ao fim de tantos anos de aposta da SIC na ficção nacional, a qualidade técnica das produções da TVI continua tão à frente da concorrência. Paixão revela, desde o início, problemas de captação de som e de imagem, dois itens que se julgava resolvidos na produção de telenovelas em Portugal. No que diz respeito à imagem, por exemplo, algumas cenas resultam baças. Quanto ao som, alguns diálogos têm de ser adivinhados pelos espectadores, o que é muito difícil de aceitar hoje em dia. Além da técnica, notam-se, também, problemas na narrativa.

O aparecimento da personagem de Albano Jerónimo na África do Sul, por exemplo, é inconsistente – ninguém terá visto o episódio de estreia antes de ir para o ar? Só o trabalho dos actores fica ao nível da concorrência. Quanto ao resto, mesmo com todos os cortes orçamentais na TVI, de que tem havido variadas notícias, A Herdeira mostra que está noutro patamar. Os exteriores têm uma qualidade muito superior, a fluidez da montagem potencia ao máximo a narrativa e tira o que de melhor os actores têm para dar aos espectadores.

As audiências não enganam: A Herdeira é muito melhor que Paixão. A novela da SIC tem de ser corrigida rapidamente.              

Mais notícias de Piquete de Polícia

A IURD

É conhecida a história obscena da Igreja Universal do Reino de Deus e do seu pontífice Macedo. A Igreja dos milagres e dos negócios.
Infelizes para sempre

Infelizes para sempre

Dez anos depois está sentado na minha sala a beber chá. Pergunto-lhe como está a vida, a mulher, os dois filhos. Responde com um sorriso triste, "todos os dias penso numa maneira de me divorciar".

Vantagem para a RTP

Num ano cheio de notícias de grande impacto, os três generalistas reagiram bem, com algumas excepções. Já no cabo, as estações passaram a agir como se se preparassem para fechar os canais de notícias.
É tempo de sonhar...

É tempo de sonhar...

Ai, se eu pudesse voltar a sonhar como dantes, mesmo que fosse a preto e branco. A magia da televisão vai crescendo por estes dias e atinge de forma indiscriminada milhões de pessoas que acabam por ser acometidas pelas mesmas reminiscências.
Ofender

Ofender

Ofender: v. Aquilo que só fazes a quem te ama; quando alguém que não amas te ofende não te ofende coisa nenhuma — e é sequer pensar que o faz que é ofensivo.

Violência juvenil

É certo que a culpa é de quem matou e a eles devem ser imputada a responsabilidade criminal sobre o sucedido. Em matéria criminal, essas duas dimensões da nossa existência social é individual.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável