Paulo Abreu
Paulo Abreu

Notícia

Ataque infeliz a Malato

Em vez de se focar em Goucha e valorizar o sucessor de Teresa Guilherme na ‘Casa dos Segredos’, o director-geral da TVI apontou a mira ao alentejano, que recusou o convite para dar a cara ao ‘reality’. Mais um tiro triste.
06 de janeiro de 2018 às 08:00
...
Ataque infeliz a Malato

A TVI voltou a vencer o campeonato das audiências, pelo 13.º ano consecutivo, e está de parabéns por isso. Mas que continua a dar tiros nos pés, continua. Desta vez, na apresentação de ‘Casa dos Segredos’, em Lisboa, Bruno Santos decidiu disparar sobre José Carlos Malato, em vez de se focar em Manuel Luís Goucha e valorizar assim o sucessor de Teresa Guilherme. Tudo – imagine-se – porque não gostou de que o seu convite, supostamente secreto ao alentejano para conduzir o ‘reality show’, tivesse sido tornado público – notícia avançada, em exclusivo, pela ‘TV Guia’, em 7 de Dezembro. Dizer agora aos jornalistas que vai ter "uma conversa com ele" e que "é engraçado que estas coisas aconteçam sempre na altura em que se estão a renovar contratos" é, no mínimo, deselegante para alguém que assume um lugar tão distinto numa estação líder.

Veja-se bem: em momento algum o director-geral da TVI desmente o convite a José Carlos Malato. E não o faz porque, de facto, convidou a estrela da RTP para se mudar para Queluz de Baixo, nomeadamente para comandar a ‘Casa dos Segredos’. E insinuar, portanto, que o seu "amigo" alimentou esta notícia para "apertar" com os responsáveis da estação pública na renovação do seu vínculo laboral é injusto para o profissional e homem de carácter que é o apresentador. Não faz sentido. Como não faz sentido nenhum também Bruno Santos ter pensado, um dia, que o alentejano tinha o perfil adequado para dar a cara a este ‘reality show’. Não tem. Mas, bom, isso já era outra conversa.

Fruto de uma concorrência débil, que se limita a fazer cócegas na informação e na ficção nacional – falo da SIC –, há margem para haver desnortes na TVI. Acontece em todo o lado. Mas tantos, em tão pouco tempo, não é normal. Era bom que Bruno Santos deixasse de lado estes ataques infelizes a um "amigo de longa data" e se concentrasse no seu trabalho. Um exemplo? Convencer o ‘chef’ Ljubomir Stanisic a fazer a segunda temporada de ‘Pesadelo na Cozinha’, apenas o melhor programa de televisão em 2017.

Mais notícias de Por Detrás das Câmaras

Ma(donna) disto tudo

Ma(donna) disto tudo

Como é possível não conseguir vislumbrar que a presença de uma figura pública como Madonna, no nosso País, é benéfica? Afinal o que é mais provinciano? Ceder privilégios a uma figura pública com este perfil, ou permitir que a “nossa” "pequenez" se arvore e a amesquinhe.
Rei

Rei

Rei: s.m.: Aquele que ama e é amado. O mesmo que apaixonado.
Porquê, Fátima?

Porquê, Fátima?

Tirando o dinheiro que possa ganhar a mais, e ganha certamente, Fátima Lopes – tal como Manuel Luís Goucha – não acrescenta nada de importante ao seu currículo com a apresentação de ‘reality shows’.
Casados ou namorados?

Casados ou namorados?

SIC e TVI em guerra de 'reality shows'. Em Carnaxide, aposta-se em 'Casados à Primeira Vista'. Queluz de Baixo contra-ataca com 'First Dates'. Inesperadamente, as novelas da vida real vão ser o campo de batalha entre as duas estações.
Chegar ao Céu

Chegar ao Céu

Traição é traição, e o que mais me irrita é que foi ele que me conquistou, andou anos atrás de mim e quando lhe dei dois filhos lindo e criei as minhas enteadas como se fossem do meu sangue, descobri que afinal não era completamente certo.
Orgulhosamente só

Orgulhosamente só

O presidente que durante tanto tempo arrastou multidões, que de forma hábil conseguiu urdir um plano para (pelo menos) fazer frente às estratégias de Benfica e FC Porto, está cada vez mais só.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável