Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Basta de incompetência

SIC e RTP vivem dias difíceis. A primeira não tem soluções para o lugar do polémico 'Supernanny'; e a segunda prepara uma nova administração... que, como se sabe, por vezes, não passa pelo mérito.
03 de fevereiro de 2018 às 07:00
...
Basta de incompetência

1. O programa de entretenimento com mais audiências na SIC nos últimos anos, que conseguiu  bater, inclusive, um da rival TVI (MasterChef Júnior), chegou ao fim, com apenas dois episódios transmitidos. Após vários avisos de que 'Supernanny' ultrapassava todos os níveis de decência com crianças, os seus responsáveis acabaram por decidir retirá-lo da grelha, na sexta-feira, 26. Recordo que o caso não é insólito: já no Verão de 2015, a estação viu-se obrigada a cancelar 'Golfinhos com as Estrelas', devido a um parecer do Instituto Nacional de Conservação da Natureza. Pergunto: depois de mais uma prova de que falta alguém com noção da realidade em Carnaxide, quem paga esta factura elevada dos restantes episódios gravados?

Sem nada para transmitir aos domingos à noite no lugar de 'Supernanny', neste momento, a não ser novelas, como 'Paixão' e 'Espelho d’Água', deixo outra questão: ninguém previu que isto pudesse acontecer e preparou um plano B? Ainda outra pergunta: o que andam a fazer na SIC Luís Proença, Gabriela Sobral, Júlia Pinheiro, Daniel Oliveira ou Francisco Pedro Balsemão?

2. Nuno Artur Silva acabou finalmente por cair da administração da RTP, na quinta-feira, dia 25, após a polémica dos negócios pouco transparentes entre a estação pública e a sua produtora, com o Canal Q metido pelo meio, denunciados pela 'TV Guia' a 5 de Janeiro. Se na última edição escrevi aqui que o nosso país era uma brincadeira pegada, por ninguém colocar um ponto final neste mar sem fim de suspeitas, hoje não retiro uma letra do que disse. É que, mal se soube da decisão, logo surgiram as primeiras movimentações dos que ambicionam chegar àquela cadeira de sonho – os mesmos de sempre e, claro, pelos canais do costume. Que os interesses da empresa, para a qual nós pagamos (e bem), não venham a ser novamente prejudicados pelo poder político.

Os portugueses precisam de uma RTP livre, independente, jovem, moderna e ousada, que tenha a capacidade de fazer coisas que agradem ao maior número de espectadores, sem esquecer o serviço público a que está obrigada. Estamos fartos de mais do mesmo: negociatas, incompetência e militantes sem cartão… que vão do Rato à Lapa, passando pelo Caldas.

Mais notícias de Pessoas como Nós

Pai

Pai

Pai: s.m. Criatura mágica, avistada apenas por filhos amados. A magia de algo, ou de alguém, está em quem a vê — e não em quem a faz.

O sexo e a Igreja

As relações e reflexões da Igreja sobre a sexualidade são dos momentos mais terríveis na história desta instituição eclesial e com a qual continua sem acertar o passo.
O Gordo vive e aperta com Cristina

O Gordo vive e aperta com Cristina

Fernando Mendes tem público, tem carisma e uma genuinidade incrível. Quem se apressou neste quase último ano a fazer-lhe um funeral estava bem enganado.

O futsal já cria heróis

Final do Europeu teve audiência digna de jogo de futebol. A chegada a Portugal dos jogadores da Selecção Nacional levou uma pequena multidão às ruas, em domingo de Carnaval, provando a capacidade de mobilização da modalidade.
Eu quero que tu sejas a minha mãe

Eu quero que tu sejas a minha mãe

Vou ali e já venho, não demoro nada, umas semanas, duas ou três, vais ver que passa num instante, digo ao Ramsés enquanto lhe faço festas na cabeça. O Ramsés foi uma herança da minha irmã Isabel que se apaixonou por um surfista e trocou as Avenidas Novas pelo Havai.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável