Paulo Abreu
Paulo Abreu O tal canal

Notícia

Bruxedo na TVI?

Prestes a ser comprada pela Altice, o que deixa antever uma revolução em Queluz de Baixo, sucedem-se polémicas atrás de polémicas na estação líder em Portugal, desde cenas de violência a processos, passando por multas que podem ir até aos 150 mil euros.
01 de julho de 2017 às 08:00

Algo não vai bem no reino da TVI, televisão líder em Portugal há 12 anos consecutivos. Ora veja: uma discussão de Zélia e Enzo em 'Love on Top', o pior reality show jamais visto no nosso país, mas tão adorado pelo seu director-geral, Bruno Santos, acabou numa verdadeira cena de pancadaria entre vários concorrentes.

Foi tudo tão abaixo de cão, que, em Queluz de Baixo, se decidiu interromper a transmissão em directo e emitir um comunicado: "Não vamos compactuar nem permitir comportamentos abusivos, faltas de respeito, agressões, sejam elas físicas ou verbais, ou discriminações, tenham elas o teor que tiverem […]. Acima de tudo, somos um canal familiar, prezamos os nossos valores, os das famílias portuguesas, e não vamos ousar nunca dar maus exemplos nem deseducar. Os nossos conteúdos têm de ser pautados pelos valores que a TVI sempre defendeu e sempre defenderá", leu Isabel Silva, a apresentadora, quando faltam poucos dias para a final, marcada para 7 de Julho.

A ver se percebo: primeiro, a TVI dá "gasolina" e "fósforos" a uma cambada de garotos, fechados numa casa, para brincarem ao sexo e à violência, e, depois, vem chorar lágrimas de crocodilo, lamentando tudo isto?

E, pior ainda, a estação de Queluz de Baixo, cada vez mais perto de ser comprada pela Altice, promete avançar, entretanto, com uma nova edição?

Mas há mais dores de cabeça para a TVI: uma participação do Sporting à ERC e processos-crime contra o jornalista que fez a peça sobre suspeitas de irregularidades na transferência de jogadores do clube de Alvalade, o director de Informação, a estação e a sua entidade detentora; a abertura de um processo de averiguação do regulador dos media à reportagem de Judite Sousa, em Pedrógão Grande; a abertura de outro processo da ERC, que alega ter apanhado o canal a emitir mais minutos de publicidade do que o permitido por lei, o que lhe pode valer uma multa até 150 mil euros; e, por fim, uma jornalista, no programa 2.ª Hora, confundir um anúncio à série 'A Guerra dos Tronos' com uma notícia sobre o real estado do tempo em Portugal.

Que bruxedo é este na TVI, Rosa Cullell?

 

 * O autor desta crónica escreve de acordo com a antiga ortografia.

 

Mais notícias de Dicionário do Amor

Pai

Pai

Pai: s.m. Criatura mágica, avistada apenas por filhos amados. A magia de algo, ou de alguém, está em quem a vê — e não em quem a faz.

O sexo e a Igreja

As relações e reflexões da Igreja sobre a sexualidade são dos momentos mais terríveis na história desta instituição eclesial e com a qual continua sem acertar o passo.
O Gordo vive e aperta com Cristina

O Gordo vive e aperta com Cristina

Fernando Mendes tem público, tem carisma e uma genuinidade incrível. Quem se apressou neste quase último ano a fazer-lhe um funeral estava bem enganado.

O futsal já cria heróis

Final do Europeu teve audiência digna de jogo de futebol. A chegada a Portugal dos jogadores da Selecção Nacional levou uma pequena multidão às ruas, em domingo de Carnaval, provando a capacidade de mobilização da modalidade.
Eu quero que tu sejas a minha mãe

Eu quero que tu sejas a minha mãe

Vou ali e já venho, não demoro nada, umas semanas, duas ou três, vais ver que passa num instante, digo ao Ramsés enquanto lhe faço festas na cabeça. O Ramsés foi uma herança da minha irmã Isabel que se apaixonou por um surfista e trocou as Avenidas Novas pelo Havai.
Ópio

Ópio

Ópio: s.m. Aquilo que serve para salvar os desapaixonados do tédio; só quem não ama se entedia.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável