pub
Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Goucha contra Daniel

O apresentador da TVI dá 15-0 ao rival da SIC e está nas mãos da estação de Queluz de Baixo querer ganhar esta guerra.
28 de outubro de 2017 às 07:31

1. Chama-se Câmara Exclusiva, passa na TVI aos sábados, a seguir ao Jornal da Uma, e mostra, acima de tudo, os bastidores dos programas e das novelas da estação de Queluz de Baixo. Com Marta Andrino a fazer o seu caminho – embora precise de arriscar mais, aos 30 anos –, gosto de Mónica Jardim, que brilha em qualquer palco, não gosto de Pimpinha Jardim, que cheira a forçado em tudo o que faz. O magazine social cresceu e, por isso, deixou, e bem, a TVI Ficção. Visto por meio milhão de espectadores, hoje, não supera, porém, o rival da SIC, Alta Definição, mesmo quando este formato continua a ser igual há nove anos. Sem adversário à altura, Daniel Oliveira pode – imagine, caro leitor – dar-se ao luxo de entrevistar a mulher na véspera do casamento e fazer as mesmas perguntas aos seus convidados, semana após semana, até à exaustão – e não estou a falar da célebre "o que dizem os seus olhos?" –, que a vitória é certa.

O que fazer, então? Para a TVI vencer finalmente neste horário, um dos poucos onde a estação, que é líder de audiências há 12 anos, perde para a concorrência, bastava dar um programa de entrevistas a Manuel Luís Goucha. Homem culto, educado, simpático e empático, excelente conversador, é capaz de extrair dos seus convidados o melhor que têm para dar. Aquilo que vimos em Mulheres da Minha Vida e De Homem para Homem, na TVI24, em 2010, são apenas duas amostras do que o apresentador (de sucesso) pode fazer. O Câmara Exclusiva? Mantinha-o na grelha, sim, só arrancava era uma hora mais tarde, às 15:00, precisamente a mesma de E-Especial, na SIC. 

2. A Informação da TVI dá a sensação, algumas vezes, de andar à deriva. O último exemplo diz respeito à tomada de posse dos novos secretários de Estado no sábado, dia 21, com a estação a avançar que o primeiro-ministro, António Costa, não estava na cerimónia. Como é possível, caro Sérgio Figueiredo? A revolução que se avizinha nos próximos meses em Queluz de Baixo, com a venda à Altice, que pode fazer cair muita gente importante e fazer regressar outra gente importante, é a razão principal para tantos erros (graves) cometidos?

* O autor desta crónica escreve de acordo com a antiga ortografia.

 

Mais notícias de Piquete de Polícia

Crimes e carreiras

Nenhum Inspector tem a seu cargo uma só investigação e são raras as vezes, no quadro de centenas de milhares de processos, em que se formam equipas dedicadas exclusivamente a um determinado crime, ou sequência de crimes.

Mais um desastre

A grande aposta do entretenimento da TVI para a rentrée, ‘Biggest Deal’, acabou de um dia para o outro. Fez-se um comunicado, com algumas inverdades, e siga para a frente. Assim vai a estação líder…
O fim de uma era na TVI

O fim de uma era na TVI

É o maior fracasso na carreira de Teresa Guilherme como apresentadora, mas é também sintoma da actual fragilidade da estação, que desiste de um formato original sem lutar por ele.
Miss Kevlar

Miss Kevlar

Eu e a minha imaginação galopante. Às vezes penso que tenho uma fábrica de ideias dentro da cabeça que funciona 365 dias por ano e nunca desliga. Coração blindado. Quem me dera ter ouvido isto há uns anos, talvez o meu coração estivesse menos amolgado.
Sorrir. Sempre!

Sorrir. Sempre!

"Devemos sorrir sempre! Até para as pessoas que não conhecemos e com as quais nos cruzamos na rua", dizia Fátima Lopes amiudadas vezes.

Bárbara Guimarães

Dificilmente Manuel Maria Carrilho vai escapar ao cumprimento de pena de prisão efectiva. Já condenado em dois processos com sentenças suspensas, vai liquidar a expectativa de viver as condenações por violência doméstica em liberdade.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável