pub
Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

Medo

Medo: s.m. Sinónimo de existência, sinónimo de ti. Nasces para sentir medo (é por isso que choras desde o momento em que nasces: temes desde logo o que não dominas) – mas também nasces para o derrotar. Cobarde é só aquele que nunca temeu nada.
14 de agosto de 2017 às 14:41
...
Medo
Foto: iStock

(manual do absurdo para totós) 

  1.       Ser é ser percebido – mas é o amor a mais absoluta das formas de percepção.

E a única, na verdade. Percebemos o que nos envolve, o que somos capazes de assimilar emocionalmente. O resto podemos até entender – mas não fazemos o mínimo esforço para perceber. Podes até achar que perceber e entender são a mesma coisa – mas são bem diferentes. Um dia vais perceber – ou pelo menos entender. Já não é mau.

  1.       A sociedade é um contrato – mas o que tu és é uma folha em branco.

Escreve-a, preenche-a, rabisca-a, rasga-a se te apetecer, mas por favor não te deixes regular por algo que manifestamente, e infelizmente, não existe. Está na tua mão tudo o que está na tua mão. Faz do que fazes o que realmente fazes de ti – ou estarás a fazer pouco de ti. Há muito que te escapa mas há muito que te pertence. Explora-o. Já não é mau.

  1.       A dúvida custa, a certeza não existe – mas entre as duas tenho a certeza que prefiro a primeira.

Quem não tem dúvidas é certamente um idiota, e tenho dúvidas sobre se será sequer uma pessoa. Ser pessoa é hesitar, ficar a meio, não saber muito bem quem é, de onde vem e para onde vai. Se não sabes para onde vais mas sabes que vais: vai. Vai mesmo. O bom do incerto é a infalibilidade de uma surpresa. Já não é mau.

  1.       Todo o desejo é loucura – mas a maior loucura é mesmo a ausência de desejo.

O que nos define é, em grande parte, o que desejamos: o que faríamos tudo para conseguir. A falta de desejo é uma morte escondida, uma bosta bem-cheirosa. Alguém que deseja tudo e mais alguma coisa é alguém, no limite, vivo de mais – mas não creio que exista mesmo algo de mau em estar vivo demais. Viver é algo reservado a uma elite de loucos – e não viver também. Escolhe o teu lado favorito da loucura. Já não é mau.

  1.       Confia nos outros e em mais nada precisarás de confiar – mas confia em ti e estarás pronto a confiar nos outros.

És, por mais básico que possa parecer há quem não o veja (ou pelo menos quem não haja mostrando que o sabe), o começo e o fim de ti. Tens de optar entre um e outro: ou começas-te ou acabas-te. Prefere a que tem mais futuro. Já não é mau.

  1.       Não é o rigor que faz avançar o mundo, é a imaginação – mas toda a imaginação necessita de uma dose bem medida de rigor.

Sonhos que não passam de sonhos nunca mudaram o mundo. O que munda o mundo são os sonhos que deixam de o ser: sonhos frustrados, que se transformam em realidade conseguidas. Para que essa metamorfose aconteça, é importante colocar exactidão na demência: criar uma demência com causa. Encontra a tua. Já não é mau.

  1.       Tudo o que temos em nós foi lá colocado por nós mesmos – mas tudo o que vemos nos outros também.

Somos emissores e receptores de tudo o que somos. Vemos no outro o que somos: olhamo-lo à luz do que nos olhamos. És responsável por tudo o que és – o que, por mais que te custe, significa que és da mesma forma responsável por tudo o que não és, por tudo o que não foste capaz de ser.

  1.       Somos todos invenções recentes – mas só alguns de nós têm a humildade de o perceber.

Temos bugs, temos problemas de hardware, de software, há sempre upgrads para fazer, novos programas para instalar. Somos todos versões betas do que podemos vir a ser. Somos sistemas altamente falíveis, terrivelmente capazes de crashar (creio que terei batido, aqui, o recorde nacional de palavras estrangeiras num texto em português, escusam de aplaudir), infinitamente a precisarem de melhorias. O nosso trabalho é conseguir entender de onde vêm as melhorias que interessam – que vão melhorar o nosso desempenho – e de onde vêm as desmelhorias que não interessam – que só vêm colocar mais ruido no interior do nosso sistema. Na melhor das hipóteses somos sistemas caducos, finitos - prontinhos a ser substituídos por modelos novinhos em folha e que riem das nossas limitações -  a médio-prazo. Já não é mau. 

  1.       Uma corrente de pensamento é uma corrente de pensamento – mas também é uma corrente de pensamento. Que parte da palavra da palavra "corrente" não entendes mesmo?

Seguir uma corrente é prenderes-te com uma corrente. Caga em quem quer impingir-te uma forma de pensar, tal qual eu acabei de tentar fazer contigo. Escolhe a tua corrente e mesmo assim prende-te a ela de forma leve, para poderes fugir quando sentires que tens de te pôr a andar. És a tua corrente de pensamento, e de ti dificilmente conseguirás escapar. Já não é mau. 

Medo: s.m. Fraqueza só sentida pelos corajosos; o vencedor não é o que chegou primeiro à meta – é o que superou mais medos até chegar até lá. Forte não é o que consegue levantar-se; é o que não receia cair.

Mais notícias de O Tal Canal

'Paixão' é a Margarida

A protagonista da nova novela da SIC nunca defraudou as expectativas, bem pelo contrário, e por isso, para mim, continua a ser a melhor da sua geração.

Presente envenenado

'Linha Aberta' é um formato que põe a nu todas as fragilidades actuais de Carnaxide, da falta de meios à crise de ideias. Não vai ser fácil reverter as audiências miseráveis da estação no acesso ao prime time.
'Y viva España'

'Y viva España'

Meti-me num grande alhada. Mas não é de agora. Não sei porque é que ao longo da vida as pessoas inteligentes tomam decisões estúpidas. Não tenho nada de original, sou apenas mais um idiota a cair no mesmo erro.
Nação

Nação

Nação: s.f. Mentira usada para justificar o injustificável; nenhum território vale uma morte – há muito que estava mortinho por to dizer.

A Menina Desaparecida

Em França, os pais desesperados até contrataram um bruxo para ajudar na procura. Não merecem censura.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável