Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás das câmaras

Notícia

Missão cumprida

A CMTV continua a acompanhar ao segundo o rasto de destruição provocado pelas chamas, mas foi a reportagem do jornalista Diogo Carreira e André Germano que me prendeu ao ecrã.
27 de julho de 2017 às 20:04
...
Missão cumprida

Nos últimos dias a televisão voltou a transformar-se no espelho do terror vivido por centenas de pessoas devido aos incêndios. As imagens, cruas, violentas, agitam e agrilhoam a alma. Fazem-nos chorar.

Esta não é a primeira vez que escrevo sobre o flagelo que a classe política prefere não querer ver e infelizmente presumo-sem precisar de perguntar à "tia Maya"-que não será a última.

A CMTV continua a acompanhar ao segundo o rasto de destruição provocado pelas chamas, mas foi a reportagem do jornalista Diogo Carreira e André Germano que me prendeu ao ecrã.

Pela coragem, a entrega e uma tremenda dose de bonomia em relação aos habitantes da aldeia de Gardete, em Vila Velha de Rodão, distrito de Castelo Branco. Vocês conseguiram demonstrar que é possível não perder a objetividade, o rigor e a isenção, ao mesmo tempo que se estende a mão a quem mais precisa.

Indiferentes ao ambiente hostil o Diogo e o André avançam com galhardia em busca da notícia, das melhores imagens. Com todos os sentidos a funcionar no limite eles ainda conseguem ter o discernimento de ajudar pessoas idosas a sair da fogueira gigante em que se transformou a pequena localidade de Gardete.  

Na primeira linha de combate ao fogo a genuinidade das descrições faz-me sentir o cocktail explosivo que ameaça a vida de seres humanos impotentes e vergados perante a tragédia. 

Quando às altas temperaturas se juntam as chamas fulgentes e o vento forte a batalha no terreno torna-se difícil, ingrata. Dela só podem mesmo fazer parte homens de barba rija. Os mesmos que o País viu graças a um excelente trabalho jornalístico. Parabéns Diogo e André. A vossa missão foi cumprida!

Mais notícias de Dicionário do amor

Razão

Razão

Razão: s.f.: Aquilo que, muitas vezes, perdemos para tentarmos ter: há tanto quem perca a razão para ter razão, que estupidez.
Um cancro na SIC

Um cancro na SIC

Que audiências teria o ‘Jornal da Noite’, com Clara de Sousa ou Rodrigo Guedes de Carvalho, se não tivesse, às 19:00, um sofrível programa, como ‘Linha Aberta’, de Hernâni Carvalho?
A novela de Bruno

A novela de Bruno

Os maiores patrocinadores e as estações de televisão que apostaram milhões no certame da Rússia estão a arder com o investimento, devido à crise que afecta o clube verde-e-branco. Drama no sporting está a abafar o mundial de futebol.
Trinta mil cavalos

Trinta mil cavalos

A adolescência da geração os filhos do 25 de Abril foi a última a dançar slow e a gravar cassetes inteiras com músicas para namorar, curtir, andar na marmelada, e claro, para dançar agarradinhos, muitas vezes em festas de garagem, com papel celofane encarnado a embrulhar os abat-jours e rondas policiais regulares de um ou dois adultos pelo perímetro para verificar se a malta não se estava a esticar. É claro que a malta se esticava, mas não era ali. Era dentro dos carros num lugar sossegado com vista para o mar, ou em casas onde os pais não estavam.
Espanha – 1982

Espanha – 1982

Até que ponto o avanço tecnológico nos faz viver com mais fervor o maior espectáculo do mundo? Tenho sobre esse assunto as maiores reservas sobretudo quando dou por mim a viajar até 1982, ano em que, pela primeira vez, vivi com intensidade a fase final de um Mundial
Raciocínio

Raciocínio

Raciocínio: s.f.: Aquilo que, apesar de ser a base de todos os teus passos, não é o que mais te faz cair. Qualquer burro é capaz de pensar mas só um génio é capaz de amar.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável