pub
Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás das câmaras

Notícia

Missão cumprida

A CMTV continua a acompanhar ao segundo o rasto de destruição provocado pelas chamas, mas foi a reportagem do jornalista Diogo Carreira e André Germano que me prendeu ao ecrã.
27 de julho de 2017 às 20:04
Missão cumprida

Nos últimos dias a televisão voltou a transformar-se no espelho do terror vivido por centenas de pessoas devido aos incêndios. As imagens, cruas, violentas, agitam e agrilhoam a alma. Fazem-nos chorar.

Esta não é a primeira vez que escrevo sobre o flagelo que a classe política prefere não querer ver e infelizmente presumo-sem precisar de perguntar à "tia Maya"-que não será a última.

A CMTV continua a acompanhar ao segundo o rasto de destruição provocado pelas chamas, mas foi a reportagem do jornalista Diogo Carreira e André Germano que me prendeu ao ecrã.

Pela coragem, a entrega e uma tremenda dose de bonomia em relação aos habitantes da aldeia de Gardete, em Vila Velha de Rodão, distrito de Castelo Branco. Vocês conseguiram demonstrar que é possível não perder a objetividade, o rigor e a isenção, ao mesmo tempo que se estende a mão a quem mais precisa.

Indiferentes ao ambiente hostil o Diogo e o André avançam com galhardia em busca da notícia, das melhores imagens. Com todos os sentidos a funcionar no limite eles ainda conseguem ter o discernimento de ajudar pessoas idosas a sair da fogueira gigante em que se transformou a pequena localidade de Gardete.  

Na primeira linha de combate ao fogo a genuinidade das descrições faz-me sentir o cocktail explosivo que ameaça a vida de seres humanos impotentes e vergados perante a tragédia. 

Quando às altas temperaturas se juntam as chamas fulgentes e o vento forte a batalha no terreno torna-se difícil, ingrata. Dela só podem mesmo fazer parte homens de barba rija. Os mesmos que o País viu graças a um excelente trabalho jornalístico. Parabéns Diogo e André. A vossa missão foi cumprida!

Mais notícias de Piquete de polícia

Tanto Luto, Tanta Mágoa

Nunca se viu coisa assim. Tanto luto e tanta mágoa num só verão, como se mil demónios se tivessem apossado de parte do nosso país.

Eu tinha vergonha

A SIC promove uma nova novela, convida os jornalistas para o evento e só aparecem cinco actores do elenco. Cheira a falta de compromisso com a estação. Mas na RTP as coisas também não estão melhores: veja-se o caso dos Mundiais de Atletismo.

Ouro mundial sem RTP

Os feitos de Inês Henriques, a melhor do mundo nos 50 quilómetros marcha, e do campeão olímpico Nélson Évora, no triplo salto, não mereceram transmissão na televisão do Estado. Passaram no Eurosport.
O passo certo

O passo certo

Nos meus sonhos a minha casa é sempre igual. Silenciosa, romântica e serena, como o meu coração quando me apaixono. Já lá vão alguns anos desde que tal fatalidade me aconteceu.
Olha a bolinha!

Olha a bolinha!

A televisão, é por estes dias, a última escolha da grande maioria dos portugueses. O cheiro a maresia e a fragrância das estevas tomam conta dos sentidos e conduzem milhares de pessoas à praia.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável