pub
Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás das câmaras

Notícia

O brilho e os insetos

Na minha opinião, tal como escreveu o capitão da Seleção Nacional nas redes sociais, tudo se resume à intensidade do brilho que irradiamos. "O que incomoda as pessoas é o meu brilho, insetos só atacam lâmpadas que brilham!!!"
02 de agosto de 2017 às 20:43
O brilho e os insetos

Se dúvidas subsistiam sobre a inflexibilidade do fisco espanhol em relação a Cristiano Ronaldo, a audiência que decorreu na segunda-feira, dia 31, acabou por reduzi-las a pó.

Após um depoimento tenso perante a juíza Gómez Ferrer a Agência tributária está a equacionar o pedido de aplicação de uma multa de 75 milhões de euros e 15 anos de prisão para o português, que por acaso é o melhor jogador de futebol do mundo, caso se recuse a chegar a acordo com as autoridades fiscais de 'nuestros hermanos'.

Na antecâmara de uma época desportiva que se adivinha exigente, Cristiano Ronaldo volta a ter de lutar fora dos relvados para que o seu nome não seja beliscado pela polémica. Pergunto: Depois de ter sido condenado por defraudar o fisco espanhol em 4,1 milhões de euros durante os anos de 2007, 2008 e 2009, porque não se deparou Lionel Messi com centenas de jornalistas à porta do tribunal?

Na minha opinião, tal como escreveu o capitão da Seleção Nacional nas redes sociais, tudo se resume à intensidade do brilho que irradiamos. "O que incomoda as pessoas é o meu brilho, insetos só atacam lâmpadas que brilham!!!" 

Com esta frase, escrita de forma calculada-nada na vida de Ronaldo é feito ao sabor do acaso-o português quis apenas demonstrar que quem não se sente não é filho de boa gente.

Leio nestas palavras alguma sobranceria de Cristiano Ronaldo mas, ainda assim, não consigo deixar de identificar um fundo de verdade. Ronaldo brilha mais do que Messi e, pelos vistos atrai mais "insetos" (sejam eles quais forem).

A frase de CR7 provocou desde logo um chorrilho de críticas e deu força a todos quantos apontam a arrogância como sendo uma das suas características mais vincadas.

Não concordo. O madeirense, sem modéstias, está apenas convicto da luz que projecta bem como dos efeitos que a mesma pode causar. Quem não quer afinal viver longe dos "insetos"?

Mais notícias de Pessoas como nós

O passo certo

O passo certo

Nos meus sonhos a minha casa é sempre igual. Silenciosa, romântica e serena, como o meu coração quando me apaixono. Já lá vão alguns anos desde que tal fatalidade me aconteceu.
Olha a bolinha!

Olha a bolinha!

A televisão, é por estes dias, a última escolha da grande maioria dos portugueses. O cheiro a maresia e a fragrância das estevas tomam conta dos sentidos e conduzem milhares de pessoas à praia.
Medo

Medo

Medo: s.m. Sinónimo de existência, sinónimo de ti. Nasces para sentir medo (é por isso que choras desde o momento em que nasces: temes desde logo o que não dominas) – mas também nasces para o derrotar. Cobarde é só aquele que nunca temeu nada.

Crimes de férias

As férias são o momento mais desejado por alguém que trabalha. Venho alertar o leitor, não pode significar desatenção. Porque neste período os ladrões não param. Usam as férias para redobrar assaltos.

Estrelas só no céu

Diogo Amaral estreou-se como actor, em 2001, na TVI, com quem tinha um contrato de exclusividade. A estação queria-o agora numa nova novela e ele, há um ano de férias, recusou. Os responsáveis puseram-no na rua. Acho muito bem.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável