Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues Televisão Meu Amor

Notícia

O novo hino de Portugal

Salvador Sobral, elevado ao estatuto de herói nacional, viveu um autêntico conto de fadas, na Ucrânia, e alcançou uma inédita vitória para o nosso país.
19 de maio de 2017 às 08:00
Não houve amor à primeira vista entre os portugueses e a canção que conquistou a Europa. Pelo menos para os espectadores da RTP1 que, em Março, viram o Festival da Canção e decidiram votar por telefone, a melhor música era outra. O tema Nova Glória, dos Viva la Diva, ficará para sempre com a duvidosa fama de ter relegado Amar pelos Dois para segundo lugar no voto popular.

O público que se manifesta por telemóvel durante os directos não tem sempre razão – algo que deve ser uma lição importante para os formatos televisivos de talentos. Na verdade, sem a votação do júri, o novo herói nacional não teria, sequer, ido a Kiev, e o País não teria encontrado o hino perfeito para os novos tempos. Parece uma contradição, mas não é: com uma canção melancólica, Salvador Sobral transformou-se na voz do optimismo que os portugueses têm vivido nos anos mais recentes.

Um optimismo que associa a vitória no eurofestival ao título europeu de futebol e ao crescimento económico, tudo sintetizado, genericamente, no que é designado como um "bom momento" para Portugal. Trata-se de um casamento inesperado entre um povo, que redescobriu o orgulho de ser português, e um jovem, simples e sem complexos, que critica os telemóveis e as armas tecnológicas, amante de jazz e com a postura de anti-herói.

Salvador é a estrela da próxima geração: despojado, assume a desconstrução das mensagens artificiais em nome da pureza do conteúdo, sem se render aos mecanismos de poder subsidiários das redes sociais, que, aliás, abomina, e que, mesmo assim, o glorificaram. Notável!

Mais notícias de Dicionário do Amor

Pai

Pai

Pai: s.m. Criatura mágica, avistada apenas por filhos amados. A magia de algo, ou de alguém, está em quem a vê — e não em quem a faz.

O sexo e a Igreja

As relações e reflexões da Igreja sobre a sexualidade são dos momentos mais terríveis na história desta instituição eclesial e com a qual continua sem acertar o passo.
O Gordo vive e aperta com Cristina

O Gordo vive e aperta com Cristina

Fernando Mendes tem público, tem carisma e uma genuinidade incrível. Quem se apressou neste quase último ano a fazer-lhe um funeral estava bem enganado.

O futsal já cria heróis

Final do Europeu teve audiência digna de jogo de futebol. A chegada a Portugal dos jogadores da Selecção Nacional levou uma pequena multidão às ruas, em domingo de Carnaval, provando a capacidade de mobilização da modalidade.
Eu quero que tu sejas a minha mãe

Eu quero que tu sejas a minha mãe

Vou ali e já venho, não demoro nada, umas semanas, duas ou três, vais ver que passa num instante, digo ao Ramsés enquanto lhe faço festas na cabeça. O Ramsés foi uma herança da minha irmã Isabel que se apaixonou por um surfista e trocou as Avenidas Novas pelo Havai.
Ópio

Ópio

Ópio: s.m. Aquilo que serve para salvar os desapaixonados do tédio; só quem não ama se entedia.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável