Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

Onírico

Onírico: adj. Antónimo, e sinónimo, de real. Só quem tira os pés do chão merece andar na Terra.
22 de janeiro de 2018 às 07:00
...
Onírico

Uma criança brinca com uma batata,

é uma nave especial, tem super-poderes, sabes?, daqui a nada levanta voo e vai descobrir o Planeta do Amor,

e há tanto filho da puta no mundo,

ao lado um avô chora,

é tão bonito o meu neto, não é?, quando era pequeno queria ter uma criança feliz em mim,

e agora tenho-a,

e há tanto filho da puta no mundo,

um casal que se apaixonou ontem ama como se não houvesse amanhã,

amo-te tanto,

amo-te tanto,

queres ser minha para sempre e depois também?,

quero, e espero que esse depois demore muito, prometes?,

amo-te,

eu é que te amo,

não, eu é que te amo,

eu é que amo,

eu,

eu,

um abraço que não acaba,

um abraço com o corpo todo erguido para o ver passar, para o sentir passar,

e há tanto filho da puta no mundo,

inventou-se a cura para tantas doenças que matam,

menos para o ódio,

e a inveja,

a inveja é a parte hipócrita da maldade, uma maldade falsa,

e talvez a mais verdadeira das maldades todas,

quem consegue amar é genial, e quem consegue ser amado por quem ama é um milagre,

e sou tão feliz quando vejo pessoas assim,

como pode haver quem não fique?,

amo quem ama,

como não amar?,

amo quem é amado por quem ama,

como não amar?,

só não amo quem desama, quem inveja o amor dos outros,

só tenho inveja de mim quando estou feliz,

e depois só isso chega para me fazer feliz outra vez,

os infelizes são maus,

e por isso infelizes,

ou são maus,

e por isso infelizes,

a infelicidade é uma forma de vitimização, por mais infelicidade que a vida nos traga, e traz tanta, a miserável,

mas existe a criança com a batata na mão,

é uma nave especial, tem super-poderes, sabes?, daqui a nada levanta voo e vai descobrir o Planeta do Amor,

e o avô que chora,

é tão bonito o meu neto, não é?, quando era pequeno queria ter uma criança feliz em mim, e agora tenho-a,

e o casal que se apaixonou ontem,

amo-te tanto,

amo-te tanto,

queres ser minha para sempre e depois também?,

quero, e espero que esse depois demore,

amo-te,

eu é que te amo,

não, eu é que te amo,

eu é que amo,

eu,

eu,

e há tanto filho da puta no mundo.

Onírico: adj. Diz-se daquilo que separa os vivos dos outros. Em cada dez pessoas com vida há no máximo uma ou duas a viver; agora pensa: de que lado estás tu?

Mais notícias de Pessoas como Nós

Pai

Pai

Pai: s.m. Criatura mágica, avistada apenas por filhos amados. A magia de algo, ou de alguém, está em quem a vê — e não em quem a faz.

O sexo e a Igreja

As relações e reflexões da Igreja sobre a sexualidade são dos momentos mais terríveis na história desta instituição eclesial e com a qual continua sem acertar o passo.
O Gordo vive e aperta com Cristina

O Gordo vive e aperta com Cristina

Fernando Mendes tem público, tem carisma e uma genuinidade incrível. Quem se apressou neste quase último ano a fazer-lhe um funeral estava bem enganado.

O futsal já cria heróis

Final do Europeu teve audiência digna de jogo de futebol. A chegada a Portugal dos jogadores da Selecção Nacional levou uma pequena multidão às ruas, em domingo de Carnaval, provando a capacidade de mobilização da modalidade.
Eu quero que tu sejas a minha mãe

Eu quero que tu sejas a minha mãe

Vou ali e já venho, não demoro nada, umas semanas, duas ou três, vais ver que passa num instante, digo ao Ramsés enquanto lhe faço festas na cabeça. O Ramsés foi uma herança da minha irmã Isabel que se apaixonou por um surfista e trocou as Avenidas Novas pelo Havai.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável