pub
Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues Televisão Meu Amor

Notícia

Ouro mundial sem RTP

Os feitos de Inês Henriques, a melhor do mundo nos 50 quilómetros marcha, e do campeão olímpico Nélson Évora, no triplo salto, não mereceram transmissão na televisão do Estado. Passaram no Eurosport.
19 de agosto de 2017 às 00:30
"Vamos conquistar uma medalha de ouro!" Muito antes da chegada à meta, o avanço da atleta portuguesa já era tão grande que justificou o alerta.

"É na espantosa prova feminina dos 50 quilómetros-marcha. Liga aí para veres." A promoção personalizada aguçou a curiosidade. A televisão ligou-se, à procura. O hábito ancestral levou-me aos canais habituais para este tipo de conquistas, raras no atletismo português, e por isso mesmo ainda mais memoráveis. Canal 1: eucaristia dominical. Canal 2: programação infantil. "Mas onde é que isso está a dar?" Eis que, subitamente, a memória informada identifica o Eurosport como o canal que, naquele dia, cumpre a nobre missão de serviço público.

Lá estava Inês Henriques abraçada a uma bandeira maior do que ela, e que nos enchia os corações. A RTP diz que não comprou os direitos dos mundiais de atletismo devido aos valores "elevadíssimos e incomportáveis". "Foi humilhante",  respondeu, e bem, no Record, o presidente da Federação de Atletismo.

A explicação da RTP é falsa, porque no passado a empresa não se coibiu de fazer os investimentos necessários para garantir, por exemplo, a Liga dos Campeões, os Olímpicos ou mesmo os campeonatos europeus de atletismo.

Pelos vistos, o orçamento só não chegou para os mundiais. Trata-se de uma decisão que merece censura, e que solidifica a ideia-chave: estamos perante a pior gestão da RTP desde a estabilização do regime democrático. Uma gestão que não tem uma única ideia consistente sobre o que é o serviço público. O atletismo é apenas mais uma vítima desta desorientação e caos conceptual.

Mais notícias de Corpo Perfeito

Nação

Nação

Nação: s.f. Mentira usada para justificar o injustificável; nenhum território vale uma morte – há muito que estava mortinho por to dizer.

A Menina Desaparecida

Em França, os pais desesperados até contrataram um bruxo para ajudar na procura. Não merecem censura.

O mundo da magia

'Impossível' é um formato original de Luís de Matos, é emitido em directo das instalações da empresa do mágico, em Ansião, e aparece como um objecto estranho na grelha da RTP1.
Cães, gatos e alicates

Cães, gatos e alicates

Umas das últimas coisas que aprendemos na vida é a dizer não. Não quero que me ignores. Não quero que te atrases. Não quero que me respondas torto. Não quero que tenhas medo de mim. Não quero que peças aquilo que não te peço dar. Não quero ver-te hoje e não quero ter de te dizer porquê.
Bendita TV por cabo!

Bendita TV por cabo!

Já há muito que deixei de fazer parte do séquito que continua a assistir resignado aos conteúdos oferecidos pelos canais generalistas. A RTP, a SIC e a TVI perderam a magia, a capacidade de surpreender.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável