pub
Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás das câmaras

Notícia

"Salvador" da Pátria

Numa altura em que os trejeitos de Salvador e a forma "sui generis" de se apresentar em palco eram alvo de crítica e até de escárnio consegui discernir de forma diferente o futuro risonho de um jovem prodígio que começou por cantar descomprometido nas ruas de Barcelona.
18 de maio de 2017 às 17:19
"Salvador" da Pátria

Ainda longe de saber que iria ser ele o vencedor do Festival da Eurovisão assinei uma crónica-a 10 março de 2017-defendendo a genuinidade e a simplicidade demonstradas, em direto, por Salvador Sobral, na 51ª edição do Festival da Canção.

Na minha opinião sempre foram essas as características que conferiram a este jovem artista a elevação necessária para inscrever o seu nome na gesta da música portuguesa e consequentemente a possibilidade de nos fazer sonhar.

Numa altura em que os trejeitos de Salvador e a forma "sui generis" de se apresentar em palco eram alvo de crítica e até de escárnio consegui discernir de forma diferente o futuro risonho de um jovem prodígio que começou por cantar descomprometido nas ruas de Barcelona.

A vitória retumbante na Ucrânia passou a conferir ao miúdo "desajeitado" o epíteto de herói nacional com direito a uma recepção monstruosa no aeroporto Humberto Delgado e a uma saudação com honras de Estado na Assembleia da República.

Salvador Sobral, tal como conjecturei, "amou pelos dois" e cantou pela Nação. Descomprometido. Fiel aos sentimentos. Sem filtros. E nós, de olhos colados ao pequeno ecrã, rejubilámos com a tua, a nossa vitória. Obrigado "salvador" da Pátria. Resta saber se, à semelhança de tão famideradas figuras da nossa históra, não serás em breve esquecido pelos mesmos que hoje te aplaudem e o teu feito não passará a ser uma singela bruma da memória.

Mais notícias de Televisão Meu Amor

Um Globo para Bárbara

A apresentadora subiu ao palco acompanhada por Rodrigo Guedes de Carvalho. Juntos, protagonizaram o momento alto da noite num momento de rara humanidade em televisão.
Ratoeiras e labirintos

Ratoeiras e labirintos

Todos vivemos numa labirinto, mas acredita que é muito pior ficar presa numa ratoeira montada por um oportunista emocional que usa a tua fraqueza temporária para te fechar numa gaiola definitiva.
Totalmente Perdidos

Totalmente Perdidos

Na ante-estreia de 'Perdidos' havia muita gente à procura e outros a tentarem que ninguém os encontrassem. Barbara Lourenço ganha pela mulher desaparecida e Maria João Bastos por querer aparecer mais do que as estrelas do filme.
Obra do diabo

Obra do diabo

O ato de cobardia levado a cabo por Salman Abedi – que acabou por ceifar a vida a 22 pessoas – não merece qualquer tipo de adjetivação, pelo simples facto de não existir palavra adequada para descrever um crime tão hediondo.
Pedro Chagas Freitas: Leme

Pedro Chagas Freitas: Leme

Leme: s.m. Aquilo que comanda a direcção que escolhes; o mesmo que tu. Todas as decisões que tomas são tomadas por amor. O amor é, mais do que aquilo que tomas, aquilo que te toma por inteiro.

A sopa

Para além de ser extremamente saciante pelo seu alto teor em fibras, controlando-nos na tentação de exagerar nas opções que se seguem, é rica em sais minerais, vitaminas, água e tem poucas calorias.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável