Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do amor

Rebeldia

Rebeldia: s.f.: Capacidade de olhar para o mundo com olhos selvagens. Somos todos carneiros mas depois alguns crescem.

Razão

Razão: s.f.: Aquilo que, muitas vezes, perdemos para tentarmos ter: há tanto quem perca a razão para ter razão, que estupidez.

Raciocínio

Raciocínio: s.f.: Aquilo que, apesar de ser a base de todos os teus passos, não é o que mais te faz cair. Qualquer burro é capaz de pensar mas só um génio é capaz de amar.

Quotidiano

Quotidiano: s.m.: Medidor infalível do que sentes. Só o que amas resiste a todos os dias.

Química

Química: s.f.: Ciência que exige que todos os envolvidos saibam unir-se em prol de uma felicidade conjunta; o mesmo que sociedade.

Querer

Querer: v. O que realmente comanda a vida. Quem mudou o mundo não foram os sonhadores; foram os queredores: os que quiseram tanto que acabaram por fazer mesmo o que tanto quiseram.

Queda

Queda: s.f. O mesmo que vida; todos andamos de queda em queda — e é por isso que todos andamos de salto em salto. É o tombo o começo do voo.

Quebra

Quebra: s.f. Aquilo que só acontece aos, raros, que têm a coluna direita; o que há mais é quem dobre a coluna para ser colunável.

Quase

Quase: adv. Palavra inventada pelos preguiçosos; melhor: palavra inventada pelos quase-preguiçosos: os preguiçosos não inventam nada.

Popular

Popular: adj. Aquilo de que a maioria das pessoas gosta; para seres popular não precisas de ser aquilo de que todos gostam — só precisas de que gostem daquilo que tu és. Quem faz tudo para ser popular nunca será popular; só fingido.

Papiro

Papiro: s.m. Primeiro meio de transporte de alta velocidade da história do mundo. Não é o que não está perto que faz doer; é o que não se sente perto.

Papel

Papel: s.m. Meio de transporte reservado aos sonhadores. Só os pobres de espírito precisam de asas, ou de aviões, para voar.

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável