Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do amor

Queda

Queda: s.f. O mesmo que vida; todos andamos de queda em queda — e é por isso que todos andamos de salto em salto. É o tombo o começo do voo.

Quebra

Quebra: s.f. Aquilo que só acontece aos, raros, que têm a coluna direita; o que há mais é quem dobre a coluna para ser colunável.

Quase

Quase: adv. Palavra inventada pelos preguiçosos; melhor: palavra inventada pelos quase-preguiçosos: os preguiçosos não inventam nada.

Popular

Popular: adj. Aquilo de que a maioria das pessoas gosta; para seres popular não precisas de ser aquilo de que todos gostam — só precisas de que gostem daquilo que tu és. Quem faz tudo para ser popular nunca será popular; só fingido.

Papiro

Papiro: s.m. Primeiro meio de transporte de alta velocidade da história do mundo. Não é o que não está perto que faz doer; é o que não se sente perto.

Papel

Papel: s.m. Meio de transporte reservado aos sonhadores. Só os pobres de espírito precisam de asas, ou de aviões, para voar.

Papão

Papão: s.m.: aquele que não é necessariamente bicho; mau não é querer comer muito — mau é querer comer aquilo a que não temos direito.

Pão

Pão: s.m.: aquilo que se precisa para a boca como de amor para a vida. Ninguém vive sem pão nem sem amor.

Pantanal

Pantanal: s.m. Espaço ocupado apenas pelos répteis; quem ama não rasteja — só voa com os pés, e o corpo todo, no chão.

Panaceia

Panaceia: s.f. O mesmo que criatividade; toda a infelicidade é falta de imaginação.

Paleta

Paleta: s.f. Aquilo que usas para poderes ver qual a cor que vais usar no que te acontece; o que interessa não é a cor que usas — é a cor que sentes quando a usas.

Palco

Palco: s.m. Espaço só conhecido pelos corajosos — e só invejado pelos cobardes. Falhado não é o que é assobiado — é o que se esconde com medo do assobio.

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável