pub

Notícia

Apresentação

Alberta Marques Fernandes conta a história de 7 mulheres em novo livro

A jornalista da RTP lançou esta quinta-feira a sua nova obra, 'Mulheres na Política - Retratos na Primeira Pessoa', que traz detalhes da vida de 7 figuras de destaque na Assembleia da República.
24 de novembro de 2017 às 14:02
Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes
Mulheres na política retratadas por Alberta Marques Fernandes
Elas ainda são minoria na Assembleia da República mas nem por isso passam despercebidas. Alberta Marques Fernandes quis destacar no seu segundo livro os perfis de 7 mulheres que estão a fazer História na política.

'Mulheres na Política - Retratos na Primeira Pessoa' foi lançado esta quinta-feira, 23, na Biblioteca da Assembleia da República, em Lisboa, e contou com 6 mulheres de destaque nas filas da frente neste lançamento.

Assunção Cristas, Catarina Martins, Isabel Moreira, Cecília Meireles, Rita Rato e Teresa Leal Coelho. Das mulheres que contam as suas histórias na obra só faltou Mariana Mortágua.

Em declarações à RTP, Alberta disse que "quando este tipo de livro deixar de ter relevância é quando a igualdade de género aconteceu [...] Enquanto as mulheres ganharem 17% menos que os homens, enquanto as mulheres forem uma minoria na Assembleia da República, enquanto não tivermos uma mulher primeira-ministra ou mais mulheres nas administrações nas empresas públicas e também privadas, faz sentido falar na igualdade de género". 

A apresentação do livro ficou a cargo de Anabela Neves e Fátima Campos Ferreira, que estavam sentadas ao lado de José Manuel Pureza, deputado do Bloco de Esquerda e vice-presidente da Assembleia da República.

Este é a segunda obra da jornalista, que sai 6 anos depois de 'As Primeiras-Damas'.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável