Notícia

Drama

14 anos de saudade. Hoje é o pior dia do ano para Cristiano Ronaldo

Este é um dia que o craque português jamais esquecerá. O jogador da Juventus revive a morte do pai, de quem sente saudades eternas.
07 de setembro de 2019 às 12:32
O número 7 é de facto um número especial para Cristiano Ronaldo. E, se por um lado, é um algarismo que o faz recordar de várias vitórias; por outro assinala um dos dias mais tristes da sua vida. 

Foi no dia 7 de setembro de 2005 que o craque português disse o seu último adeus ao pai, José Aveiro, que faleceu vítima de uma doença hepática. 

Faz agora 14  anos que o progenitor de CR7 deu o seu último suspiro, depois de ter estado hospitalizado em Londres, onde faleceu devido a problemas hepáticos e renais. Cristiano Ronaldo recebeu a notícia às 21h00 de ontem (18h00 em Lisboa) e optou por permanecer junto da selecção, nantendo a intenção de participar num jogo de futebol que pode ser decisivo para as aspirações de Portugal para o Mundial 2006.

Recentemente reconheceu que foi um momento muito doloroso mas que não se arrepende de ter jogado pela Seleção naquele dia.

Elma Aveiro partilhou, na sua conta de Instagram, uma mensagem de eterna saudade: "Pai, amor da minha vida, falava de saudade e de repente apercebi que faz anos que partiste. Saudade que jamais me abandonará. Pai, só quero que saibas que estou bem mas é impossível arrancar este vazio. Eu te amei, amarei e morrerei contigo no meu coração. Saudade é o que resta que não consigo esquecer e que me acompanhará até te encontrar novamente. Como te amo, meu pai."

...
A mensagem de saudade de Elma Aveiro



Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável