Notícia

Polémica

A papel químico! Assassinato de José Manuel Costa semelhante ao crime de Renato Seabra com Carlos Castro

O empresário foi barbaramente morto às mãos do seu amante, 30 anos mais novo, tal como aconteceu com o cronista social.
05 de setembro de 2019 às 10:52
A morte brutal de José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
Mal se soube que José Manuel Costa foi morto às mãos do suposto amante, 30 anos mais novo, que é impossível não fazer analogias entre os dois crimes passionais mais mediáticos do país. Este e o de Carlos Castro, morto em Nova Iorque, num contexto de grande violência, por Renato Seabra, que continua na prisão

O empresário da área da Comunicação, de 54 anos, que se tinha separado recentemente da mulher com quem esteve inúmeros anos casado, foi apunhalado 17 vezes em casa, em São Pedro de Sintra, após uma desavença entre os dois homens que manteriam uma relação  há cerca de dois meses. 

A PJ chegou facilmente ao suspeito do crime: não havia sinais de arrombamento em casa nem tinha sido roubado nenhum objeto. Depois de analisado o telemóvel da vítima, os inspetores chegaram ao brasileiro, que tinha fugido de Portugal depois do crime.

Mas terá regressado por causa de questões financeiras: recebia avultadas quantias de dinheiro de outros amantes, todos eles com uma elevada qualidade de vida.


Empresário José Manuel Costa foi assassinado à facada
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa
José Manuel Costa terá descoberto que o suspeito, de 24 anos e nacionalidade brasileira, manteria relações íntimas com outros homens, todos eles mais velhos e abastados. Após o confronto verbal, o empresário acabou esfaqueado na sua própria casa.

A família e amigos fizeram uma espécie de pacto de silêncio e recusaram sempre fazer qualquer declaração sobre o assunto e afastaram os jornalistas das cerimónias fúnebres do empresário, que estaria a viver um momento complicado ao nível financeira.

A vida de Carlos Castro em imagens
Carlos Castro com Judite Sousa, em 2010
O cronista social com Teresa Guilherme, em 2010
Margarida Marante e Carlos Castro, em 2010
Com Nicolau Breyner, em 2010. Carlos Castro era querido entre as mais diversas figuras da sociedade portuguesa
Castro e Maria de Jesus Barroso
Carlos Castro com outros grandes amigos: Manuel Luís Goucha e Cláudio Montez
Com Clara de Sousa
Nuno Guerreiro e o cronista social
O último aniversário que Carlos Castro celebrou - 65 anos - no restaurante O Madeirense, em Lisboa
Carlos Castro
Com Lili Caneças e João Libério
Fátima Lopes e Castro
Lili Caneças era uma das melhores amigas do cronista
José Cid a ser entrevistado por Carlos Castro
A última produção fotográfica do cronista social para a FLASH!, em Outubro de 2010
Com Ruth Bryden, que foi quem o socorreu aquando da tentativa de suicídio, no final dos anos 80
Marina Mota e o cronista
Com Luísa Castel-Branco
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro foi um dos mais influentes cronistas sociais portugueses
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Um cenário de terror manchado por muitas poças de sangue que faz lembrar aquele que foi encontrado em janeiro de 2011 num quarto de hotel, em Nova Iorque, onde Carlos Castro foi assassinado por Renato Seabra. A diferença de idades entre os dois homens era de 44 anos.

O inferno de Renato Seabra em prisão de alta segurança
Renato aproximou-se de Carlos Castro, tal como fizera Luís, para encontrar apoio a nível profissional
Renato Seabra
Renato Seabra só terá hipótese de sair da prisão daqui a 18 anos
Carlos Castro foi assassinado por Renato Seabra, em janeiro de 2011
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Renato e Carlos Castro durante a viagem a Nova Iorque, que terminou da pior maneira, com uma amiga do cronista social
Carlos Castro e Renato Seabra. O jovem, à época com 21 anos, terá sido o segundo homem a tomar-lhe conta do coração
Carlos Castro e renato seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Renato Seabra
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro
Carlos Castro e renato seabra
Carlos Castro e Renato Seabra
O cronista social foi assassinado e torturado pelo jovem modelo com quem alegadamente mantinha uma relação amorosa. Os dois haviam viajado juntos para Nova Iorque, onde deram as boas-vindas ao novo ano. Renato Seabra, de 21 anos à época, foi condenado a 25 anos de prisão efectiva pela morte de Carlos Castro. Uma vez que o crime foi perpetado nos Estados Unidos, o jovem não pôde ser deportado para o nosso país

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Antonio Pereira 06.09.2019

Quem manda em tudo e todos...pois claro...o guilho !

Maria Garcia 05.09.2019

Têm dinheiro mas não têm mais nada Está tudo podre

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;