Notícia

Polémica

A resposta de RAP à ameaça de processo pelo juiz Neto de Sousa: Salva o Neto, o jogo criado por Ricardo Araújo Pereira

O jogo que tem como objetivo evitar que a opinião pública conspurque "a idoneidade do juiz Neto de Moura" foi apresentado no programa Gente Que Não Sabe Estar.
04 de março de 2019 às 08:38
A equipa do programa Gente que Não Sabe Estar desenvolveu um jogo online onde o objetivo é que a personagem do juiz Neto de Moura tem de evitar ser atingido por fezes que são enviadas pela opinião pública, de forma a "chegar a casa limpinho para escrever mais acórdãos infames", explicou o humorista no programa da TVI. O jogo recebeu o título Salva o Neto

Este sábado o humorista tinha prometido que não iria deixar de fazer pouco do juiz que assinou dois acórdãos sobre violência doméstica que foram considerados polémicos. Num deles criticava uma mulher que tinha sido agredida com uma moca de pregos pelo amante e marido por esta ter sido adúltera. No outro retirava uma pulseira eletrónica a um agressor que perfurou o tímpano à companheira com um soco.

Neto de Moura tinha prometido que iria avançar com um processo judicial contra todos aqueles que haviam dito mal dele. Entre os visados estavam os humoristas Ricardo Araújo Pereira, Bruno Nogueira ou Diogo Batáguas, ou as políticas Mariana Mortágua e Joana Amaral Dias.

Para mostrar como se joga a Salva o Neto, o humorista teve uma criança a experimentar. Para explicar o objetivo do jogo, Ricardo Araújo Pereira afirmou: "A opinião pública manda imundas calúnias, aqui representadas por cocós. Se o Neto de Moura se abrigar debaixo do Conselho Superior da Magistratura, não leva com cocó, porque eles protegem-no. Se carregares no espaço, ele atira uma moca com pregos e destrói os rabos", disse, citado pelo jornal Observador.

Salva o Neto

A opinião pública esta a conspurcar a idoneidade do juiz Neto de Moura. Ajuda-o a escapar à censura social e a chegar a casa limpinho para escrever mais acordos infames.




Mas não foi apenas na apresentação do jogo Salva o Neto que Gente que Não Sabe Estar criou momentos humorísticos com o magistrado. O apresentador do programa decidiu "vestir a pele do juiz", comentou um combate de artes marciais mistas e o rebentamento da bomba de Hiroshima. Sobre o último, Ricardo Araújo Pereira desvalorizou (na pele do magistrado): "Isto para mim é fumo, uma nuvem em forma de cogumelo".

Sobre a notícia do Expresso que avançava que o juiz iria processar os que o criticaram, RAP teve a dizer: "Na perspetiva dele, rebentar um tímpano ainda é como o outro. Agora escárnio, sarcasmo? Isso aleija".

"Mesmo que eu vá preso, também não há perigo. Não estarão la desses crápulas que batem em mulheres, porque ele deixa-os todos cá fora", disse ainda o ex-Gato Fedorento.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável