Notícia

Polémica

Apresentadora da RTP relata momento dramático vivido com "uma sonsa assassina acéfala"

Catarina Camacho explodiu depois de ter vivido uma experiência onde colocaram em causa a sua vida e a do seu "bem mais precioso".
29 de agosto de 2018 às 13:40
Catarina Camacho da RTP deixa pouco à imaginação. Fãs agradecem
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
Catarina Camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
Catarina Camacho, uma das caras do entretenimento da RTP, viveu um pesadelo na estrada e chegou mesmo a temer pela vida. Pela vida dela, que ia ao volante, mas também do filho, o seu "bem mais precioso".

Enervada, a apresentadora da televisão pública conta, em detalhe, como "explodiu" depois de uma manobra perigosa de uma condutora, que ia acabando em tragédia. Felizmente, não passou de um grande susto. Este não é o primeiro pesadelo que revela nas redes sociais.

"Sou serena até aquela altura em que me salta a tampa. 
E quando ela salta sou "nitroglicerina pura". Não por tudo e por nada. Mas com a injustiça que me revolta. Hoje, estava calmamente a regressar de viagem, quando um carro preto resolveu fazer uma ultrapassagem a 4 carros de seguida. Wuauuu... que veloz! Tanta pressa. Tudo bem... até era uma zona onde se o podia fazer. O problema é que vinham dois carros de frente. Portanto, aquele carro cheio de pressa colocou em risco a vida de todos nós. No meu carro ia o meu bem mais precioso. O meu filho. Nos outros carros, outras pessoas preciosas viajavam também. Inocentes.

Estas são as fotos mais sexy da apresentadora da RTP Catarina Camacho
Catarina Camacho
catarina camacho
catarina camacho
Catarina Camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
catarina camacho
Foi a sorte que nos protegeu naqueles milésimos de segundos. Os mesmos que nos fizeram agir em sintonia protegendo-nos da forma possível. Respirei fundo e sem cometer nenhuma contra ordenação, assim que foi possível segui o carro assassino. 

Afinal, quem é que colocou em risco a vida de tanta gente. Seria uma emergência? Seria um ego acelerado, para mostrar à miúda do lado a potência do seu pequeno carro? Seria alguém com pressa de chegar indiferente ao mundo que o rodeia? Seria alguém frustrado com a vida? Fui ver. Era uma sonsa. Que confrontada com o que fez apenas encolheu os ombros abriu a boca e nada disse. Uma sonsa assassina acéfala queria chegar depressa, mas teve que levar com o meu feitio. Foi atrás de mim o resto do caminho à minha lenta velocidade. Sem a mínima hipótese de me ultrapassar. Enquanto isso o meu sangue de mãe leoa corria-me nas veias em modo fórmula 1.

Serve este acontecimento para alertar uma vez mais: Pensem duas vezes antes de meter a vossa vida e a dos outros em risco. Ninguém é mais do que ninguém. Num segundo tudo muda. E hoje foi por pouco. Parte boa. Quando cheguei a casa, um vizinho cavalheiro abriu-me a porta, chamou o elevador e acalmou-me com o seu pequeno gesto, mesmo sem o saber. Agradeci", conta Catarina Camacho.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;