Notícia

Atualidade

Associação 'Capazes' esclarece porque, e como, recebeu fundos comunitários

A associação 'Capazes" organizou seminários e conferências sobre igualdade de género no Alentejo e para o efeito candidatou-se a fundos comunitários. Dos cerca de 74 mil euros que irá receber, a organização, cujo rosto mais conhecido é Rita Ferro Rodrigues, terá, até ao momento, recebido cerca de 9 mil euros.
11 de maio de 2018 às 15:41
Rita Ferro Rodrigues sai da SIC
Após 17 anos, a relação entre a apresentadora e a SIC chega ao fim
"Saio da SIC para procurar outros caminhos e desafios", conta a apresentadora no comunicado, sem dar mais detalhes
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues
Rita Ferro Rodrigues

A 'Capazes Associação Feminista', que segundo a revista 'Sábado' e o site online 'Observador' terá organizado quatro conferências no Alentejo subordinadas às temáticas da igualdade de género e que por esses eventos terá recebido 73 mil euros provenientes de fundos comunitários, esclarece as notícias vindas a lume defendendo que as mesmas "contém inúmeras falsidades".

Assim, "no âmbito da candidatura da 'Capazes Associação Feminista' ao Programa Europeu Portugal 20/20, com o código POISE-03-4436-FSE-000107 PA(1) e designada como 'Clubes Capazes', à data de 13-12-2016 foi-nos atribuída a verba de 73.856,00€ para concretizarmos o projeto submetido. Dessa verba, recebemos, dessa data ao dia de hoje, a quantia de 8.917,87 mil euros", esclarecem as responsáveis, entre as quais Rita Ferro Rodrigues, Iva Domingues e Vera Sacramento, entre outras, pelo projeto de igualdade de género.

ASSOCIAÇÃO "TRANSPARENTE" E COM CRONISTAS E MODERADORA QUE TRABALHAM DE BORLA
 
As mesmas promotoras do projeto garantem ter concorrido aos dinheiros da União Europeia com "8 ações: 5 conferências e 3 sessões de informação e divulgação para cronistas e agentes de outras entidades da sociedade civil (...) As 5 conferências principais são realizadas no Alentejo por ser um território carenciado em ações da igualdade de género (...) Oradores e moderadora não recebem qualquer remuneração pelo trabalho prestado (...) As contas e mais despesas do projeto Clubes Capazes são públicas e escrupulosamente fiscalizadas . Podem ser consultadas por qualquer cidadã ou cidadão (...) as Capazes sentem um enorme orgulho neste projeto e na transparência absoluta dos seus procedimentos".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;