Notícia

Covid-19 ao minuto

Atenção pais: Governo anuncia ensino básico sem aulas presenciais. Mas há mais...

O terceiro período no ensino básico irá arrancar a 14 de abril, como estava previsto, mas sem aulas presenciais, decidiu o Governo. Exames de nono ano cancelados. 12ª e 11ª anos chamados em maio.
09 de abril de 2020 às 16:08
A carregar o vídeo ...
As aulas do ensino básico a nível nacional vão recomeçar a 14 de abril, mas sem aulas presenciais, anunciou o primeiro-ministro. No ensino básico, do 1º ao 9º ano, todo o 3º período vai ser feito à distância e complementado com a tele-escola, revelou António Costa, no briefing do Conselho de Ministros durante o estado de emergência devido à pandemia de coronavírus

Já os alunos do secundário ainda não têm data para retomar as aulas: apenas feitos os exames essenciais para o acesso ao ensino superior. Os exames vão acontecer ainda em duas fases.

Uma primeira entre os dias 6 e 23 de julho e a segunda fase entre 1 e 7 de setembro. O primeiro-ministro disse ainda que não é possível garantir que os alunos do secundário possam voltar a ter aulas presenciais, mas que o Governo está a trabalhar nesse sentido.

O Governo tem dois planos para o ensino secundário: o A é de retomar as aulas do 11.º e do 12.º anos em maio, sendo que o 10.º ano só terá aulas à distância e para os 11.º e 12.º "só há aulas presenciais das 22 disciplinas sujeitas a exame específico para acesso ao ensino superior". Contudo, tal só será possível em maio se estiverem reunidas as condições de segurança para impedir o contágio.

Quanto a estas aulas presenciais, os "alunos, professores e trabalhadores não docentes" terão que usar "máscara de proteção", disponibilizadas pelo Ministério da Educação. Devem ainda ser dispensados professores e auxiliares que são de "grupos de risco".

"Quando anunciei a decisão do Governo de suspender até às férias da Páscoa, comprometi-me a reavaliar esta medida no dia 9 de Abril. Sei que está é uma decisão aguardada com muita angústia e ansiedade", contextualizou António Costa. O primeiro-ministro revelou ter-se encontrado com representantes de todos os partidos políticos com assento parlamentar. 

António Costa congratulou toda a comunidade educativa, entre professores, alunos, funcionários e família por terem concluído com sucesso o segundo período. 

O primeiro-ministro diz que ainda não é tempo de levantar as medidas de contenção da covid-19 e que só será possível fazê-lo quando se houver garantias do controlo do coronavírus que diz que não há data marcada para esse momento. "Ainda não chegámos ao diz que podemos começara levantar medidas de restrição de circulação e de distanciamento social", complementou. No entanto, é necessário informar as famílias sobre as atividades letivas.

Ensino à distância para o básico
"O terceiro período continuará com ensino à distância emissão televisiva com conteúdos pedagógicos que complementarão mas não substituirão o trabalho que os professores têm vindo a desenvolver com os seu alunos. Emissões diárias serão transmitidas a partir de dia 20 de abril no RTP Memória, emitido por cabo ou satélite e por TDT", explicou o chefe de Governo.

A tele-escola não é possível para os alunos do secundário devido à grande quantidade de disciplinas leccionadas. "Havendo menos oportunidade de recuperação futura e sendo anos decisivos para acesso ao ensino superior e regresso à vida ativa, é particularmente importante que ainda possamos retomar as atividades letivas presenciais. Tanto mais que é tal a diversidade de disciplinas que não podemos recorrer à transmissão televisiva. Contudo, hoje ainda não é possível tomar essa decisão", disse Costa.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Emma Silva Há 3 semanas

Olá, visite o novo site de namoro adulto (18+) - GetMeets.com

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;