Notícia

Drama

"Cabeleireiro de Cristiano Ronaldo" vítima de homicídio passional em comunidade gay

O madeirense terá conhecido o cidadão brasileiro num bar frequentado pela comunidade gay. Já no quarto de hotel, o alegado encontro amoroso descambou em violência com a morte do cabeleireiro das estrelas.
04 de novembro de 2019 às 09:08
Para além de Cristiano Ronaldo, 'Cajó' penteou outras figuras públicas
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira
Ricardo Marques Ferreira

As autoridades suíças já detiveram o presumível autor do terrível crime, ocorrido sexta-feira, 1, na cidade suíça de Zurique, que vitimou Ricardo Marques Ferreira, também conhecido por Cajó, cabeleireiro ligado ao mundo dos famosos, nomeadamente a Cristiano Ronaldo.

O alegado homicida é um homem de 39 anos de nacionalidade brasileira, amigo íntimo do madeirense. Ricardo Ferreira vivia e trabalhava em Zurique há cerca de dois anos e era cliente de um bar, maioritariamente frequentado pela comunidade gay.

De acordo com o 'JN', terá sido nesse bar que os dois homens se conheceram. Na última quinta-feira, Cajó terá convidado o cidadão brasileiro para o seu quarto de hotel, no bairro de Albisrieden, em Zurique, onde o madeirense estaria hospedado há cerca de uma semana.

O mesmo quarto onde, no dia seguinte, Ricardo Marques Ferreira foi encontrado sem vida num ambiente de terror, sangue e intenso cheiro a álcool.

O suspeito foi detido pelas autoridades suíças em menos de 24 horas. O brasileiro foi detido na sua casa, também em Zurique. A polícia continua as investigações para averiguar todo o cenário que conduziu ao macabro assassinato do português.

A família de Ricardo Marques Ferreira não se conforma com esta morte inesperada e tão violenta. 'Cajó', como também era conhecido, era divorciado e deixa dois filhos maiores, um rapaz e uma rapariga.

   

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;