Notícia

Polémica

Cláudio Ramos não perdoa Júlio Isidro por uma coisa que apresentador fez há mais de 25 anos

O comentador do social continua amuado com Júlio Isidro, apesar de já terem passado várias décadas sobre o "incidente" em causa.
24 de abril de 2018 às 09:27
Cláudio Ramos revoltado
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos ainda tem várias semelhanças e feições iguais
Cláudio Ramos numa selfie que colocou nas redes sociais
Cláudio Ramos colocou o seu 'bom dia' nas redes sociais
Cláudio Ramos no programa da manhã da SIC
Cláudio Ramos
Cláudia Ramos mostra o seu look logo pela manhã, no Instagram. Aos 43 anos, diz ter dificuldades em arranjar namorado
cláudio ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos assumiu novamente publicamente que não gostava de Júlio Isidro. E que não gostava do decano apresentador de televisão por causa de um coisa que lhe tinha feito e que tinha sido "muito feio". Na altura destas palavras, num programa de televisão, não explicou qual o motivo que o levava a mostrar de forma tão intensa o seu desagrado perante a pessoa de Júlio Isidro.

Agora, num longo texto, o comentador do social revela finalmente o que aconteceu. Tudo terá acontecido há mais de 25 anos, mas Cláudio não esquece.

As imagens mais ousadas de Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
cláudio ramos
Cláudio Ramos
cláudio ramos
claudio ramos
cláudio ramos
claudio ramos
claudio ramos
cláudio ramos
cláudio ramos
cláudio ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
cláudio ramos
cláudio ramos
cláudio ramos
claudio ramos
cláudio ramos
claudio ramos
claudio ramos
cláudio ramos
cláudio ramos
cláudio ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
"Recuamos mesmo muito, seguramente uns 25 anos. Júlio tinha na altura uma produtora chamada JIP (...) por iniciativa minha e depois de falar ao telefone com a sua produção depois de saber que estavam a preparar um programa novo, enviei-lhe, por carta, uma data de propostas de rubricas para o programa em questão. (...) Dias depois recebo uma carta a dizer que tinham recebido as propostas e iriam olhar para elas na primeira oportunidade. A tal ‘oportunidade’ demorou a aparecer, eu – insistente – liguei para a produtora e foi-me marcada uma conversa com Júlio Isidro", começa por revelar.

"Assim fiz: meti-me no autocarro e antes da hora marcada estava na sala de espera para falar com o senhor Júlio. Os sofás eram, se não me engano, amarelo mostarda. Esperei meia hora, uma hora, duas horas… perdi a conta ao tempo e deixei de encontrar posição no sofá. Mais tarde, uma simpática senhora veio dizer-me que o 
‘Senhor Júlio continuava em reunião, e hoje já não o vai conseguir atender’. Muito bem! Achei feio", continua. 

Cláudio Ramos volta a falar sobre parte íntima do seu corpo
O apresentador da SIC considera-se tão perfeito que não sente problemas em doar o órgão à indústria de moldes para dildos.
"Para um miúdo que se desloca 400 km, investe dinheiro no autocarro e na sua melhor camisa, para ter aquilo que considera uma reunião de trabalho ficar plantado na sala de espera não é uma coisa bonita. Para o Júlio, que na altura – se não me engano – se preparava para assumir (ou teria assumido) a direção de programas da TVI haveriam outras prioridades. A esta distância, eu entendo, mas não gostei. A ‘coisa feia’ foi esta!", remata.


Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;