Notícia

'Quem quer casar com o agricultor?'

É tudo treta! Agricultor da Guarda faz-se passar por campónio mas afinal é um beto de Cascais

Cascais é a verdadeira "praia" de Filipe Camejo, 50 anos. Foi na vila da elite que cresceu e só ia à quinta do avô – onde agora aparece no programa da SIC – muito de vez em quando. Toda a história!
Por Isabel Laranjo | 16 de março de 2019 às 11:27
Em Aldeia da Ponte, distrito da Guarda, o concorrente de 'Quem Quer Casar com o Agricultor?', Filipe Camejo, é conhecido mas sem intimidade com os locais. Isabel, uma octogenária que se assoma à porta, perante a presença de desconhecidos, explica: "Ele é neto do Dr. Camejo, que era o dono daquilo tudo [quinta]. Vinha cá em pequenino, é filho do Chiquinho, que também já morreu".

De resto, durante a adolescência e idade adulto, Filipe deixou de ali aparecer. "Ele esteve para a América, em Espanha... Não vinha cá. Só cá está há um anito", revela a mesma idosa. 

HERANÇA MILIONÁRIA

Isabel relata, ainda, que o agricultor é de poucas falas, assim como Kika, a filha de adolescente. "Veio com a menina, que também não é faladora, e anda à escola em Espanha".

Foi em Cascais, onde sempre viveu com a família mais próxima, que Filipe Camejo cresceu, andou pelas praias e pelas discotecas, e onde mantém vários amigos. Foi também por lá que se casou duas vezes, relações das quais nasceram 3 filhos.

Há um ano, após a morte do irmão com um ataque de epilepsia, resolveu "pegar naquilo, que é a herança, porque tem gosto pela quinta e quer dar continuação às coisas", explica, por sua vez, uma amiga de Cascais.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 25.03.2019

Esse Filipe é um drogado estafador. Me roubou mais de 25 mil euros. Fiz denuncia contra ele e ele fugiu da Espanha. Se vier pra cá outra vez será preso. Um sem vergonha. O que contaram aqui é pouco pra quem conhece esse vigarista drogado.

Anónimo 19.03.2019

Tomara que todos os "betos" tomassem conta das suas terras em vez de as deixarem ao abandono. Certamente o país estaria muito melhor.

Anónimo 16.03.2019

Florbela Almeida, Tal como há agricultores que são campónios e moradores de Cascais que são betos, também há textos escritos por jornalistas. Tal como nem todos são campónios ou betos, nem todos os que escrevem, são jornalistas. Infelizmente o que vende é o sensacionalismo. De jornalismo nada tem.

Florbela Almeida 16.03.2019

E cá estão as notícias sensacionalistas que todos esperávamos! "É tudo treta", "Faz-se passar por campónio e afinal é um beto de Cascais"!!!!!! Em primeiro lugar ele nunca se fez passar por campónio, mas sim agricultor (a não ser que todos os agricultores sejam campónios!!!!), viveu em Cascais grande parte da sua vida, como, aliás, centenas de pessoas, não faz disso um "beto de Cascais" (a não ser que todos os moradores de Cascais sejam "betos de Cascais"). Estes programas são uma maravilha para os jornalistas extravasarem as suas mentiras e inventar histórias para o público comprar revistas!!!

ver mais comentários

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável