Notícia

Especial 2017

Este foi um ano trágico. Recorde as personalidades que partiram e comoveram o país

O ano que agora chega ao fim ficou marcado pela morte de várias figuras emblemáticas da sociedade portuguesa. Recorde os momentos de comoção.
28 de dezembro de 2017 às 12:34

Mário Gil, Zé Pedro, Belmiro de Azevedo, Pedro Rolo Duarte, João Ricardo, Américo Amorim, Mário Soares e Fernanda Borsatti foram algumas das fíguras públicas portuguesas que faleceram ao longo do ano de 2017. 

Logo no ínicio do ano, dia 7 de janeiro, partiu o maior rosto da democracia portuguesa, Mário Soares. O ex-primeiro ministro e antigo Presidente, de 92 anos de idade, encontrava-se internado no hospital desde dezembro do ano anterior.

A 13 de julho morreu o empresário português Américo Amorim na sequência de várias complicações de saúde. Aos 82 anos Américo deixou uma fortuna avaliada em mais de 4 mil milhões de euros. 

O mês de setembro ficou marcado pela morte da atriz Fernanda Borsatti, a 14 de setembro, aos 86 anos. 

Mas o pior ainda estava por vir. A 23 de novembro faleceu o ator João Ricardo, vítima de tumor no cérebro, após ter sido internado de urgência no hospital. Foram várias as caras conhecidas no último adeus ao ator, entre as quais, Maria João Abreu, João Mata e o grande amigo de longa data Gonçalo Diniz. 

A 24 de novembro deixou-nos o jornalista Pedro Rolo Duarte, aos 53 anos. O homem que dedicou a vida ao jornalismo encontrava-se doente há algum tempo, tendo lutado contra cancro no pulmão e no estômago. Na data da morte, Pedro encontrava-se internado nos cuidados paliativos do Hospital da Luz, em Lisboa. 

A 29 de novembro morreu um dos maiores e dos mais ricos empresários portugueses, Belmiro de Azevedo, o homem que fez da Sonae um império. O líder faleceu aos 79 anos vítima de doença prolongada. O funeral do "Homem da Sonae" contou com inúmeras figuras públicas conhecidas, entre elas Tony Carreira. 

Ainda assim, as mortes do mês de novembro não tinham terminado. Mesmo no final do mês, a 30 de novembro faleceu o fundador e o emblemático guitarrista dos Xutos e Pontapés, Zé Pedro, vítima de doença prolongada. O músico de 61 anos, lutou contra um transplante de fígado, devido a uma vida de excessos que condicionaram o seu percurso. O último adeus ao ícone da música portuguesa contou com os restantes elementos da banda Kalu, Quim e João Cabeleira, tal como algumas das principais figuras de estado, nomeadamente o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o primeiro-ministro, António Costa. 

Quase no final do ano, faleceu, a 8 de dezembro, o cantor Mário Gil, que ficou conhecido pela interpretação da música 'Pelos Caminhos de Portugal'. 

...
Mário Gil morreu a 8 de dezembro de 2017, aos 76 anos

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável