Notícia

cultura

Eunice Muñoz: “Quero viver muito!”

A atriz, de 88 anos, desdramatiza os problemas de saúde e recorda momentos de vida, numa tertúlia entre amigos.
Por Isabel Laranjo | 22 de janeiro de 2017 às 19:32
...
Eunice Muñoz: “Quero viver muito!”

Eunice Muñoz, de 88 anos de idade, chegou ao histórico café Martinho da Arcada, no Terreiro do Paço, em Lisboa, acompanhada por António Muñoz, um dos seus seis filhos. Eunice foi a primeira convidada de um ciclo de tertúlias, 'Rostos da Portugalidade', que decorrerá até 4 abril e que será encerrado por Marcelo Rebelo de Sousa.

Em 2013, um cancro na tiróide fez temer pela vida de Eunice Muñoz, a mais icónica atriz portuguesa. Operada no IPO, em Lisboa, foi ainda sujeita a quimioterapia e radioterapia, tendo esta última afetado as cordas vocais, fazendo com que a atriz ficasse sem voz.

No ano passado, Eunice Muñoz voltou a ter um problema de saúde, esteve internada no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, onde foi operada ao coração. Só que a atriz, agora recuperada, desdramatiza os problemas de saúde. "Isso do coração teve a ver com a idade, tive que pôr uma válvula", diz, com um imenso sorriso.

"JÁ TENHO POUCO TEMPO"

Nascida em agosto de 1928, a atriz assistiu a vários momentos históricos, do país e do mundo. E alguns foram revisitados durante esta conversa no Martinho da Arcada, entre admiradores e amigos, moderada por Luís Machado.

A Lisboa dos anos 40, a censura do Estado Novo e o 25 de Abril foram alguns dos momentos mais marcantes. "Da II Guerra Mundial, lembro-me de ver os ingleses e os alemães, que cá estavam, a insultarem-se de umas janelas para as outras", recorda, divertida.

O Estado Novo, e a censura, impediram-na de fazer algumas peças que gostaria de ter levado a palco. Por isso, também para Eunice Muñoz, a 'Revolução dos Cravos' foi um momento de euforia. "Foi muito bonito. Nesse dia, por acaso, estava em Moçambique, andava numa digressão. E também não cheguei a tempo do 1.º de Maio. Mas foi uma festa".

Aos 88 anos, Eunice Muñoz sente-se com vitalidade e já aceitou o convite para voltar a fazer o clássico 'Rei Lear'. "Quero viver muito! Muito e depressa, a correr a correr, até porque já tenho pouco tempo", assegura.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;