Notícia

Mundo

Facebook descobre falha que afectou 6,8 milhões de utilizadores

O Facebook revelou que descobriu uma falha que permitiu o acesso às fotografias de mais de 6,8 milhões de utilizadores a outras aplicações.
14 de dezembro de 2018 às 16:18
Estão a roubar os seus dados enquanto brinca no Facebook
O Facebook está debaixo de fogo depois que 1 investigação jornalística mostrou que os dados de 50 milhões de utilizadores poderão ter sido utilizados pela Cambridge Analytica para criar um programa informático destinado a prever as decisões dos eleitores e, por sua vez, influenciá-los nas eleições presidenciais dos EUA - em que Donald Trump saiu vencedor
Christopher Wylie foi o programador que trabalhou para a Cambridge Analytica e que revelou ao 'The Guardian' como era feita a recolha e o tratamento de dados sobre os eleitores norte-americanos
A primeira coisa que deve fazer é ir às "definições" verificar quantas aplicações têm autorização para ver os seus dados pessoais. São aplicações que pediram a sua permissão anteriormente e provavelmente nem lembra quais são. Pode bloquear o acesso ao clicar no "X". Essas permissões são 1 mina de ouro para o Facebook que além de ver (e vender) os seus dados, vê também os dos seus amigos
Cuidado com os "Likes". O popular botão criado pelo Facebook não é só uma medida para os seus amigos. É a partir daqui que o Facebook retira dados sobre o que mais gosta e quais são os seus interesses - dados estes que são disponibilizados para, primeiro, as empresas comerciais e, mais recentemente, em campanhas eleitorais
Há 2 anos Mark Zuckerberg expandiu a sua forma de recolher informações. Já usou os botões "adoro", "ira", "riso"? Com estes dados a rede social consegue filtrar melhor os interesses dos utilizadores para depois direcionar para alguém que tem 1 produto para si
Lembra-se do Farmville? Já jogou? A permissão a este tipo de jogos também disponibiliza os seus maiores interesses, a faixa etária, sexo, a sua localização e por onde já passou, os seus comportamentos (como o que compra, quanto tempo utiliza o Facebook no telemóvel, se tem afinidade multi-cultural, quais são as suas atividades digitais, entre muitos outros comportamentos). Portanto, parar de usar jogos no Facebook é 1 das formas de se sentir mais seguro
Já viu alguns dos seus amigos fazerem publicações de brincadeiras como: "sou parecido(a)" com esta pessoa famosa; "vou casar em 2030"; "como seria se fosse do sexo oposto"? Estas brincadeiras parecem inofensivas, mas para ver o resultado tem de concordar com os termos de utilização destes sites, que também ficam com os seus dados pessoais
E, por fim, os seus contatos. Email, telefone, data de aniversário, estas são as primeiras informações que o Facebook recolhe quando cria a conta. Deixe todos esses contatos privados, para que empresas não tenham acesso ao seu email, por exemplo
Facebook, Mark Zuckerberg
Facebook, Mark Zuckerberg, Christopher Wylie
Facebook, Mark Zuckerberg
Facebook, Mark Zuckerberg
Facebook, Mark Zuckerberg
Facebook, Mark Zuckerberg
Facebook, Mark Zuckerberg
Facebook, Mark Zuckerberg

O Facebook descobriu uma falha no sistema que terá afectado mais de 6,8 milhões de utilizadores que usam o login do Facebook para aceder a outras aplicações. O "bug" terá dado permissão a essas aplicações para acederem às fotografias que as pessoas tinham na rede social.   

O problema terá afectado cerca de 1.500 aplicações, desenvolvidas por 876 entidades, adiantou a empresa liderada por Mark Zuckerberg.

 O Facebook diz que o problema ocorreu entre os dias 13 e 25 de Setembro, mas que já foi corrigido. 

 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;